Veterinário oferece palestra sobre onças e lobos em Mogi - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Veterinário oferece palestra sobre onças e lobos em Mogi

Cidades, QUADRO DESTAQUE

A palestra vai ser realizada porque uma onça-parda foi capturada na Cidade. (Foto: Reprodução/ TV Diário)

A palestra vai ser realizada porque uma onça-parda foi capturada na Cidade. (Foto: Reprodução/ TV Diário)

NATAN LIRA
O veterinário e analista ambiental do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap ICMBio), Paulo Roberto Amaral, vem a Mogi hoje para ministrar a palestra ‘Onças e Lobos – Gerenciamento de conflitos entre Carnívoros Silvestres e Proprietários Rurais’, a fim de alertar e orientar moradores e proprietários rurais da região da Serra do Itapeti, condomínios Ecopark e Aruã e demais interessados sobre a exigência desses animais Região. O evento é aberto ao público e tem início às 19 horas, no Mosteiro da Transfiguração, na Rodovia Mogi-Dutra, km 41,5.

Amaral vem a Mogi falar sobre animais silvestres depois que uma onça-parda foi capturada no último dia 31 de março no mosteiro que receberá o evento. “A gente realiza essas palestras para ensinar as pessoas que o fato de encontrar uma onça é bem menos perigoso do que elas imaginam e também para mostrar que o animal contribui para o equilíbrio da natureza”, destaca. De acordo com o veterinário, elas são responsáveis por comer as capivaras doentes, que poderiam transmitir a febre maculosa aos humanos.

Durante o evento, Amaral vai destacar quais as espécies de animais silvestres típicas da Serra e como elas vivem. A mais perigosa entre as onças é a pintada, mas esta não é encontrada aqui na Região. “Em Mogi das Cruzes é mais normal ter onça do tipo parda, que pode pesar entre 40 e 50 quilos. Por se tratar de animais caçadores, elas acabam aparecendo sempre em sítios e chácaras, para atacar galinhas, carneiros, vacas, entre outros”, explica.

O veterinário orienta que na maioria dos casos, as pessoas não sabem agir quando encontram um animal do tipo e o primeiro pensamento é que será devorado por ele. “Eles não têm interesse de matar as pessoas. Nestes casos, deve-se olhar para ele e tentar sair de perto devagar, sem correr, porque eles caçam corredores e caso vejam a pessoa correndo podem entender que é uma caça. Mas, no geral, eles são mais assustados que os seres humanos e acabam fugindo”, pontua.

Uma forma de prevenir o aparecimento de onças é não caçar na natureza, pois elas só vêm até os ambientes habitados por humanos quando não encontram comida na mata. Além disso, o veterinário explica que as onças são fáceis de se assustar então, caso alguém suspeite da presença dela perto de sua propriedade, pode soltar rojões, ligar o som ou emitir alguém tipo de ruído que cause medo nela. “A gente tem sempre que respeitar os animais e entender a importância deles para a fauna brasileira”, destaca.

Caso alguém encontre uma onça-parda na Região, pode ligar para o Cenap no telefone 4411-6633.

Cetas
O Alto Tietê atende a pelo menos 80 ocorrências por mês envolvendo animais selvagens. Por este motivo, o médico veterinário Jefferson Leite e a jornalista de dados Jamile Santana tentam implantar o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) em Mogi das Cruzes. A dupla já foi atendida pelo secretário de Estado do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para tratar o assunto e apresentar um infográfico com dados mapeados de animais silvestres resgatados em áreas urbanas, desde junho de 2015.

Os Cetas têm por objetivo receber, identificar, marcar, triar, avaliar, recuperar, reabilitar e destinar estes animais silvestres às áreas de Soltura de Animais Silvestres (SAS), que são locais cadastrados no Ibama e que têm suporte para recebê-los. Além disso, o órgão realiza e subsidia pesquisas científicas, de ensino e extensão veterinária. No ano de 2014, em todo o Estado, os Cetas receberam 39.637 animais, dos quais 31.106 foram reinseridos na natureza, segundo o Ibama.



Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone