Última vítima internada do acidente com fretado tem alta

Felipe estava internado na Santa Casa de Santos. (Foto: Reprodução/Facebook)
Felipe estava internado na Santa Casa de Santos. (Foto: Reprodução/Facebook)

NATAN LIRA
O último sobrevivente internado do acidente com o fretado na Mogi-Bertioga, que resultou na morte de 18 pessoas, teve alta nesta segunda-feira (11). Felipe Ferreira da Silva, de 17 anos, estava na Santa Casa de Santos, desde 8 de junho, quando aconteceu a tragédia. Ele teve traumatismo craniano  e fraturou a coluna cervical, que necessitou de tratamento cirúrgico.

Segundo a mãe de Felipe, Margarida Ferreira de Jesus, de 46 anos, o filho já consegue andar, com o auxílio dela, e deve utilizar um colete cervical por 30 dias. Margarida e o Felipe vão permanecer na cidade de Santos, em uma casa alugada com a ajuda de amigos. “O Felipe precisa passar com fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo e revisões com o neurologista, então ficar aqui porque facilita. Só volto para casa (Barra do Sahy) quando ele estiver melhor”, explica.

Margarida espera a psicóloga para conversar com o sobrevivente sobre a morte dos amigos, porque Felipe não se lembra do acidente. “Ele não tem noção da gravidade do que aconteceu. Quando ele acordou perguntando o que tinha acontecido, dizemos para ele que o ônibus em que ele estava tinha batido numa pedra. Mas que todos os amigos dele já estavam em casa”, conta Margarida, lembrando que o filho tinha ido de carro para a faculdade naquela noite com alguns amigos,  e decidiu, segundo estes amigos, voltar de ônibus porque tinha interesse em uma menina do fretado, que acabou falecendo no acidente.