Última vítima do acidente com fretado internada em Mogi recebe alta

A última sobrevivente do acidente com o fretado, internada em Mogi, teve alta nesta quinta-feira. Trata-se de Miliane dos Santos Andrade, de 31 anos, que estava na Santa Casa desde o último dia 8, quando o ônibus 4900 da linha 12 tombou no 84 km da rodovia Mogi-Bertioga, resultando na morte de 17 estudantes e o motorista.
Os hospitais de Mogi prestaram atendimento a quatro vítimas. Duas foram para o Luzia de Pinho Melo, mas não autorizaram a divulgação da identidade. Uma delas pôde voltar para a casa na semana passada, e a outra, na última segunda-feira.

Deni Koch e Miliane Santos receberam os cuidados médicos na Santa Casa de Mogi. O estudante voltou para casa nesta quarta-feira (22), quando ficou sabendo da morte dos amigos. Já Miliane, que trata de uma lesão na coluna, teve alta hoje, após começar a usar um colete.

ACIDENTE
O ônibus da Linha 12, da empresa União do Litoral, saiu de Mogi das Cruzes logo após o período de aulas, às 22h, lotado, com 46 estudante, da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e Universidade Braz Cubas (UBC). O destino era a cidade de São Sebastião.

Peças do ônibus estão sendo analisadas. (Foto: Reprodução/ Facebook)
Peças do ônibus estão sendo analisadas. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Por volta das 23h, após passar pelo trecho conhecido como “tobogã”, no km 84, tombou e e bateu em um rochedo. O impacto foi tão forte que rasgou o teto do fretado, deixando, até agora, 18 pessoas mortas – o condutor e 17 estudantes, além de 28 feridos.

RELATO
Um dos sobreviventes, o estudante Wanderson da Silva, 24, disse que os passageiros perceberam que havia algo de errado com o veículo. Momentos antes do acidente, afirma, o veículo já estava sem controle.

Wanderspn segurou na poltrona e abaixou a cabeça, quando percebeu que ônibus ia bater. (Foto: Wanderson/ Arquivo)
Wanderspn segurou na poltrona e abaixou a cabeça, quando percebeu que ônibus ia bater. (Foto: Wanderson/ Arquivo)

LUTO
As duas universidades  – UBC e UMC – interromperam as aulas por dois dias e decretaram luto. Das 17 vítimas fatais, 16 eram da UMC, e uma da UBC.

Reencontro de alunos na UMC teve choros e abraços. (Foto: Eisner Soares)
Reencontro de alunos na UMC teve choros e abraços. (Foto: Eisner Soares)

HOMENAGEM
Os alunos das duas universidades se reuniram, às 19h30 do dia seguinte ao acidente, nas dependências da UMC para homenagear as vítimas da tragédia. Os bandeirões das atléticas foram pendurados na lateral do espaço. A maioria vestiu preto, cantou, rezou, trouxe flores e acendeu velas. Na memória, os amigos. No coração, a saudade e a empatia. Na UMC, uma missa de 7º dia homenageou as vítimas do acidente. Foi realizada, ainda, uma passeata em Boiçucanga, com familiares e amigos das vítimas.
HOMENAGEM

ENTERRO
Das 18 vítimas fatais, 11 foram enterradas no município de São Sebastião. O primeiro foi o do estudante Rafael dos Santos do Carmo. Em seguida, foram sepultados, Gabriela Oliveira do Santos, Lucas Inácio Alves Pereira, Damião Nunes Braz, Maria Wdirlania Maceno de Sousa, Daniela Aparecida Mota Dias, Daniel de Oliveira Damasio, Natália Rodrigues Teixeira, Ana Carolina Cruz Veloso, Rita de Cássia Alves de Lima. Já as vítimas Antonio Carlos da Silva, Aldo Sousa Carvalho, Sônia Pinheiros de Jesus, Guilherme Mendonça de Oliveira, Janaina Oliveira Pinto e Carolina Marreca Benetti foram sepultadas em outras cidades, por solicitação dos familiares.

A maioria das vítimas foi enterrada no Litoral Norte de São Paulo. (Foto: Ricardo Faustino/ PMSS)
A maioria das vítimas foi enterrada no Litoral Norte de São Paulo. (Foto: Ricardo Faustino/ PMSS)


INVESTIGAÇÃO
A Delegacia de Bertioga está responsável por investigar o caso. Na segunda-feira (13), os sobreviventes começaram a ser ouvidos. Por enquanto, a polícia trabalha com três possibilidades para o acidente: perda de freio, ultrapassagem mal-sucedida ou falha mecânica. O telejornal Bom Dia São Paulo chegou a afirmar que um lado preliminar apontou que o fretado não contou com o freio, no momento do acidente.

Peças do ônibus estão sendo analisadas. (Foto: Reprodução/ Facebook)
Peças do ônibus estão sendo analisadas. (Foto: Reprodução/ Facebook)

NATAN LIRA