Treinador do Atlético Mogi nega acusações de maus tratos e estelionato

LAÉRCIO RIBEIROO treinador Emerson França, do Clube Atlético Mogi, foi ouvido em declarações, na tarde desta terça-feira, pelo delegado titular Argentino da Silva Coqueiro. Ele negou as acusações de maus tratos e estelionato, denunciados por dois menores que pretendiam ser jogadores da entidade esportiva.

A Polícia Civil foi informada da denúncia pela assistente social Maria Ferreira, do Conselho Tutelar. “Eles chegaram a Mogi sem os documentos necessários, mas ficaram abrigados na casa dos atletas, no Socorro, comeram e beberam bem, não há o que se falar em maus tratos”, afirmou Emerson. O advogado Fábio Reina confirmou a versão do seu cliente, dizendo que “ele é totalmente inocente”.