Tocha Olímpica será carregada por 47 pessoas em Mogi

Tocha é o principal símbolo olímpico. (Foto: Divulgação)
Tocha é o principal símbolo olímpico. (Foto: Divulgação)

LUCAS MELONI
Em contagem regressiva, 47 pessoas de Mogi das Cruzes e de outras cidades de São Paulo, indicadas por patrocinadores dos Jogos Olímpicos, vão carregar a tocha olímpica em um percurso de 8,5 km pelas principais ruas e avenidas da Cidade. Uma mistura de emoção, alegria e preocupação nutre cada uma delas diante da aproximação do mais importante evento esportivo global, a ser realizado no Rio de Janeiro no mês que vem.

A relação de quem deve receber a tocha e qual o posicionamento de cada um deve ser divulgada pela organização da Rio 2016. Cada um percorrerá 200 metros com a tocha olímpica, a uma velocidade média de 8 km/h. A previsão de início é a partir das 10h55, em frente ao Bradesco de Braz Cubas (Avenida Francisco Ferreira Lopes) e a chegada deve ocorrer às 11h30, no Ginásio Municipal Professor Hugo Ramos, no Mogilar.

Os nomes indicados pela Cidade são Maciel Souza Santos, campeão paralímpico de bocha adaptada, José Carlos Müller da Silva, o Tuta, ex-jogador e professor de basquete, João Olavo de Souza, o Feijão, tenista mogiano, Nilo Guimarães, secretário de Esporte e ex-jogador da Seleção Brasileira de Basquete, Aine Schmidt, judoca mogiana, Antonio José Nogueira Santana, campeão paulista pelo Mogi Basquete, em 1996.

O Bradesco, um dos patrocinadores, indicou Lucila Martins Lima (ex-nadadora mogiana, que ainda compete em torneios do tipo máster), Patrícia Adriana de Almeida, paciente que sobreviveu a um câncer de mama, Elvis Lima, de Embu das Artes, voluntário em projeto que incentiva a equoterapia (atendimento terapêutico em cima de cavalos) a crianças com necessidades especiais, Elisangela Amorim, fundadora de uma organização não governamental que busca a propagação da doação de medula óssea e Fabiana Brandalize, integrante de uma organização com pessoas que ajudam cadeirantes a participar de circuitos de corrida.

Já a Nissan sugeriu os nomes de Dirceu Pinto, atleta bicampeão paralímpico em bocha nascido em Mogi das Cruzes, Sueli Massucato Jeremias, professora de educação física em São José dos Campos, Lilian Marcia Loureira, advogada do Vale do Paraíba, Victor Freitas, blogueiro responsável pelo “Diferentona”, de São Paulo, Bruna Silva, auxiliar administrativa de Mogi, Carmen Maria das Graças Martins Leme, fundadora da organização Centro de Reabilitação Neurológica (Cerene), desta Cidade, e Douglas Ricardo de Souza Júnior, estudante de farmácia, também se revezarão na condução do símbolo olímpico.

Os outros patrocinadores foram procurados pela reportagem, mas não informaram os nomes até o fechamento desta edição.

Ao chegar a Mogi, depois de passar por Suzano, a tocha chega aos seus últimos 400 quilômetros de percurso, seu 85º dia rodando o Brasil. Ontem, a tocha passou pela vizinha Guarulhos, no Alto Tietê.

Conforme O Diário informou ontem, a única previsão de parada durante o percurso deve ser em frente a concessionária da Nissan, na Rua Fernando Costa. Lá, haverá uma cerimônia, de 15 minutos, com a presença de Dirceu Pinto em uma pista de bocha adaptada. O trânsito será alterado e diversas vias ficarão interditadas das 11 da manhã às 15 horas.

A tocha será recebida por três alunos do Centro Municipal de Programas Educacionais (Cempre) Benedito Ferreira Lopes (antigo CAIC), vencedores de um concurso de redação cujo tema era “Brasil dos Jogos Olímpicos”.

Atividades culturais também estão previstas e 250 agentes devem cuidar da segurança do evento, para impedir ataques à tocha.

Trânsito
Os motoristas que planejam passar pelas vias do Centro, Mogilar ou Braz Cubas nesta terça-feira, Dia de Santana, terão de buscar paciência. A Secretaria Municipal de Transportes e a Polícia Militar vão fazer diversas interdições e proibir estacionamentos em diferentes pontos das 11 às 15 horas. Placas e agentes vão orientar os condutores.

As linhas de ônibus serão atingidas. A principal alternativa aos motoristas no trecho de Braz Cubas da Francisco Ferreira Lopes (que será fechada nos dois sentidos) será a Avenida Anchieta.

Em diferentes pontos da passagem, o público poderá acompanhar atividades culturais como fanfarras escolares no ponto de partida, a Escola de Samba Unidos da Vila Industrial, campeã do Carnaval 2016 de Mogi, nas proximidades da Praça Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira (antigo Largo Primeiro de Setembro), banda da PM, também no Centro, além de atividades esportivas perto do Ginásio Municipal Professor Hugo Ramos.

Natan Lira

Natan Lira

Deixe seu comentário