Tezuka-san, meu irmão temporão - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           MAURICIO DE SOUSA

Tezuka-san, meu irmão temporão

Mauricio de Sousa

Posteriormente, ele me levou às TVs locais para falar do nosso trabalho no Brasil e depois me apresentou a diversos colegas desenhistas.

Foi um bom começo de amizade, prolongada com uma visita que Tezuka-San fez ao Brasil também patrocinada pela Fundação Japão.

O encontro seguinte foi numa nova viagem minha ao Japão. Daí com um planejamento direcionado para uma aproximação maior com Tezuka-San e sua obra. Que terminaria com uma memorável festa onde se comemorariam os seus cinqüenta anos de atividade artística.

A festa foi um luxo só, no finérrimo Hotel Akasaka, de Tóquio. Todos os principais desenhistas do Japão e muitos de outros países estavam lá para cumprimentar o “sensei”. Comidas típicas japonesas à vontade, bebidas de primeira, estátuas lindíssimas de gelo com o formato de seus principais personagens, mocinhas com um elegante uniformezinho de saias curtas percorriam o luxuoso salão, atendendo aos convivas com uma mesma atenção. E no rosto de cada moça uma máscara com as feições caricaturadas do homenageado. Eram dezenas de “tezuquetes” no salão. Amigos antigos, editores agradecidos e autoridades se revezavam nos discursos de saudação. Tudo muito bem planejado, com tempo marcado e tudo. Eu mesmo tive direito a três minutos de oratória. Em japonês!

Consta que li direitinho.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone