Suspeito de atropelar, matar e fugir em Suzano é identificado

Suspeito do atropelamento teria incendiado o veículo para sumir com as provas. (Foto: Divulgação)
Suspeito do atropelamento teria incendiado o veículo para sumir com as provas. (Foto: Divulgação)


LAÉRCIO RIBEIRO
Após investigações, a Polícia Civil conseguiu localizar um “Fusca” totalmente queimado e envolvido no acidente, no último dia 12, que resultou na morte de Rito Manoel da Silva Filho,de 44 anos, na Rodovia Índio Tibiriça, na altura do km 4,5 no Jardim São Paulo, na jurisdição do 1º Distrito Policial de Palmeiras, em Suzano. A equipe formada pelos policiais civis Fábio e Adilson, do Setor de Investigações, identificou o autor do homicídio culposo (sem intenção) como sendo o jovem Tiago Farias Santos.

O suspeito foi apresentado ao delegado titular Walter Gonçalves Jardim e indiciado em inquérito. Ele confessou o acidente e ainda que quis se desfazer do veículo ateando fogo.

A Polícia encontrou no local do atropelamento a lanterna dianteira quebrada de um “Fusca” com fragmentos de tinta vermelha. Com a localização do veículo incendiado, a equipe não teve dúvidas.

O corpo de Rito Manoel ao ser atingido pelo “Fusca” foi lançado para fora da pista. A Polícia Científica realizou os levantamentos que podem ajudar a apurar a causa do atropelamento.