Situação do HC de Suzano será debatida com o governador Geraldo Alckmin - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Situação do HC de Suzano será debatida com o governador Geraldo Alckmin

Cidades, QUADRO DESTAQUE

Prédio erguido pelo Estado em Suzano deveria ser entregue à população em geral. (foto: Secop Suzano/ Divulgação)

Prédio erguido pelo Estado em Suzano deveria ser entregue à população em geral. (foto: Secop Suzano/ Divulgação)

ELIANE JOSÉ
Nos próximos dias, uma reunião deverá ser agendada com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para tratar da abertura do Hospital Regional de Suzano, construído ao lado do Hospital das Clínicas Auxiliar (HCA), que atualmente está em reforma. A promessa do encontro foi feita pelo governador ao deputado estadual Estevam Galvão de Oliveira (DEM), que há alguns dias busca resposta para um impasse: aguardada para ser aberta em julho passado, a unidade recém-construída passou a abrigar, em agosto, pacientes que estavam internados no serviço de retaguarda da Faculdade de Medicina da USP, frustrando, de novo, as expectativas de inauguração do hospital regional.

Na manhã desta terça-feira (19), Estevam e o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) foram recebidos pelo superintendente do Hospital das Clínicas, em São Paulo, quando foram iniciados os entendimentos para a elaboração de um plano de gestão para o local. Esse resultado, no entanto, não aplacou as preocupações com a morosidade na execução do projeto.

Havia uma expectativa de se conseguir, no encontro de ontem, algo como a abertura parcial do serviço regional, com a oferta de uma parte dos leitos, para a internação de pacientes de Suzano e do Alto Tietê.

“Está havendo muito desencontro, muito disse me disse, do pessoal da Região mesmo, e eu quero ouvir do governador, que nunca faltou com a palavra e o compromisso com Suzano e a Região, quero saber a palavra do secretário estadual de Saúde (David Uip), sobre a inauguração do hospital. Eu não posso crer em um adjunto, que fale que o hospital vai abrir somente em 2019”, comentou Estevam.

Apesar do inconformismo, o deputado reconhece as dificuldades orçamentárias que adiaram os planos iniciais, anunciados por Alckmin, em 2013, que eram de inaugurar o hospital em 15 meses, e reformar a unidade de retaguarda. “Contribui para acirrar essas dificuldades, essa crise financeira, que penaliza São Paulo, embora esse seja um estado muito bem administrado, e em uma situação oposta ao que vemos, por exemplo, no Rio de Janeiro e no Rio Grande de Sul”.

Após o encontro no HC de São Paulo, Estevam participou de um evento, no Palácio dos Bandeirantes, justamente para obter de Alckmin, um alento sobre o fim desse imbróglio. “Estava convencionado que o Estado construiria ao lado do HC Auxiliar, um hospital novo, para Suzano e Região, Ninguém constrói um hospital daqueles para não funcionar”, reforçou.

Além dos 120 leitos da nova unidade, a reforma das antigas dependências previa a ampliação de 60 para 120 vagas para os pacientes de retaguarda.

O deputado foi cauteloso ao falar sobre a possibilidade do hospital geral – ou uma parte dele – ser aberto ainda neste ano. “Eu espero que seja breve porque
Suzano e a Região aguardam essa obra há mais de 10 anos”.



Segundo ele, ainda havia sido acordado o uso das novas dependências durante a reforma do HC Auxiliar. Porém, o que provoca a insatisfação é a incerteza sobre a abertura do local para a população.

Procurada por O Diário, a Secretaria de Estado da Saúde enviou a seguinte nota: “O plano operativo do Hospital de Suzano está sendo elaborado conjuntamente com o município de Suzano e o HCFMUSP, responsável pela nova unidade. As sugestões de autoridades da Região do Alto Tietê foram recebidas e auxiliarão no desenvolvimento do plano. Cabe esclarecer que os pacientes foram transferidos para o novo prédio para garantir a continuidade da assistência, bem como a segurança dos usuários e funcionários do hospital. O novo prédio tem 120 leitos, incluindo 12 leitos em Hospital-Dia, 10 leitos de Semi Intensiva e 3 leitos Pós-Cirúrgico. O antigo será reformado”.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone