Rosa será secretário da Justiça de SP

Rosa comandou o MP até o mês passado, função que desempenhou por dois mandatos / Foto: Divulgação
Rosa comandou o MP até o mês passado, função que desempenhou por dois mandatos / Foto: Divulgação

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou na tarde de ontem (30) que Márcio Elias Rosa, ex-procurador-geral de Justiça, será o novo secretário estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania.

Rosa comandou o Ministério Público de São Paulo até o mês passado – função que desempenhou por dois mandatos. À frente da instituição, teve como atribuição investigar casos envolvendo políticos e servidores ligados ao governo, como no caso da chamada máfia da merenda.

O procurador substituirá o desembargador Aloísio de Toledo César, que pediu para deixar a secretaria para se dedicar à elaboração de dois livros. César anunciou sua saída no último domingo, por meio das redes sociais.

Um dos principais órgãos vinculados à Secretaria da Justiça é a Fundação Casa, que aplica medidas socioeducativas para adolescentes que praticaram infrações. Em abril, em entrevista à “Folha de S.Paulo”, Rosa negou que tivesse sido convidado por Alckmin para assumir a pasta. “Não recebi nenhum convite, nem seria razoável. Se vier a ocorrer [o convite], do jeito que tenho tido dificuldades, é capaz de sobrar a Secretaria de Recursos Hídricos”, brincou, na ocasião.

Em nota, o governo afirmou que entre as iniciativas de Rosa no Ministério Público estão a criação da promotoria de enfrentamento à violência doméstica, o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (Plid) e a campanha contra a PEC 37, que iria retirar poder de investigar do Ministério Público e foi barrada no Congresso.

pablodiario

Deixe seu comentário