Polícia estuda instalar base comunitária no distrito do Taboão - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Polícia estuda instalar base comunitária no distrito do Taboão

Cidades, DESTAQUE

A concretização depende de uma série de fatores, principalmente, a disponibilidade do efetivo e encontrar o perfil ideal de policial.  (Foto: Eisner Soares)

A concretização depende de uma série de fatores, principalmente, a disponibilidade do efetivo e encontrar o perfil ideal de policial.
(Foto: Eisner Soares)

Mogi das Cruzes poderá contar com a segunda base comunitária no sistema “Chuzaisho”, onde o policial militar mora no local com a família e consegue desenvolver ações de segurança, em parceria com os moradores. Além do Distrito de Pindorama, a Polícia Militar estuda levar o modelo ao distrito industrial do Taboão, segundo informou o comandante do 17° Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Ary Kunihiro Kamiyama, aos integrantes da Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab).

“O projeto de expansão deste tipo de policiamento em distritos mais afastados faz parte do nosso plano de comando, porém, a concretização depende de uma série de fatores, principalmente, a disponibilidade do efetivo e encontrar o perfil ideal de policial”, afirmou Kamiyama.

Segundo o comandante, uma unidade do “Chuzaisho” somente conseguiria funcionar com a participação efetiva da comunidade. “Conseguimos identificar estas características tanto entre os empresários quanto entre os moradores e produtores”, ressaltou.

 A “Chuzaisho” é uma base que segue os moldes de um sistema existente no Japão. O policial militar reside com a família na base e torna-se referência no atendimento às necessidades relativas à segurança da comunidade.

“Conhecemos o Taboão e sabemos da sua importância. Temos consciência que há muitos casos subnotificados de delitos naquela região, por isso, pedimos a contribuição de todos do distrito no que diz respeito a registrar os crimes cometidos”, orientou.

A notificação dos casos determina a adoção de estratégias de combate à criminalidade assim como as reuniões nas empresas e também na comunidade sobre condutas seguras, além da frequente comunicação, via redes sociais, telefonia, entre outras formas.

 Osvaldo Baradel, presidente da Agestab, solicitou o reforço do patrulhamento no distrito fosse reforçado, com a presença constante de viaturas, principalmente, nos horários de saída e chegada dos funcionários e dos alunos das escolas da região. Kamiyama disse que estudará o pedido.

“A melhora da segurança pública é uma das necessidades do distrito e apenas a conseguiremos por meio do relacionamento com as autoridades. Agora vamos buscar informações e apoio para a instalação de câmeras de monitoramento da Prefeitura (Central Integrada de Emergências Públicas, a Ciemp) no Taboão”, adiantou Baradel.



A reunião com o comandante da PM foi agendada pelo secretário municipal de Desenvolvimento, Sadao Sakai, e contou com a presença do segundo-secretário da Agestab, Paulo Assis; e da secretária da Agestab, Giselle Sereni.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone