Onix Activ mira nos 'aventureiros' - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           AUTOMOTOR

Onix Activ mira nos ‘aventureiros’

Automotor

Modelos de entrada de marcas generalistas precisam apostar em estratégias que aumentem seus volumes de vendas. Não à toa, quase todos contam com uma lista extensa de versões que incluem mudanças de trem de força e também estéticas. Aliado a isso, a procura por modelos “aventureiros” cresceu intensamente nos últimos anos entre consumidores brasileiros, que não têm dinheiro ou necessidade para adquirirem veículos 4X4. A Chevrolet, disposta a manter o hatch Onix na liderança nacional – conquistada no ano passado e mantida, com tranquilidade, ao longo de 2016 -, reservou para a linha 2017 uma nova configuração de topo que se encaixa exatamente nesse perfil de cliente: a Activ, com vendas iniciadas há dois meses. As mudanças envolvem principalmente a estética, mas alterações nos pneus e acerto de suspensão conseguiram elevar a altura em relação ao solo e o ângulo de visão do motorista.

Na frente, o Onix Activ traz vincos esculpidos sobre capô, faróis de máscara negra com filetes de LED, grade bipartida com moldura em preto brilhante e para-choque – também na traseira – customizado. Um aplique lateral contorna toda a parte inferior do veículo, desde os faróis de neblina à traseira. Aparece ainda rack de teto, uma espécie de peito de aço no spoiler frontal e retrovisores externos e adesivos da coluna B em preto. As rodas são exclusivas, com acabamento de superfície usinada, dez raios e 15 polegadas, calçadas em pneus 195/65; as demais configurações com propulsor 1.4 recebem pneus 185/65 R15.

Por dentro, as cores preta e laranja predominam nos revestimentos de porta e bancos e até no painel de instrumentos. Na carroceria, seis opções aparecem na palheta do carro: laranja metálico, branco, prata, cinza grafite, vermelho e preto. A direção é elétrica e a configuração aventureira já sai da fábrica com sistema MyLink com câmara de ré, compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay e sistema OnStar, capaz de ajudar a encontrar restaurantes e outros pontos de interesse. A lista de itens de série é a mais completa da linha, com direito a sensores de chuva e estacionamento traseiros, ajuste elétrico dos retrovisores e travas e vidros com acionamento remoto pela chave, entre outros.

Na parte dinâmica, o Onix Activ se destaca entre todas as configurações do hatch pelos três centímetros a mais de altura. A intenção é facilitar a vida dos motoristas que precisam superar terrenos mais acidentados ou pequenos alagamentos, por exemplo. A posição de dirigir também sobe, o que aumenta o campo de visão do condutor em quatro centímetros em relação às demais variantes do modelo.

O trem de força é o mesmo adotado na antiga versão de topo, a LTZ. Trata-se do velho conhecido motor 1.4 litro que desenvolve até 106 cv de potência a 6.000 rpm e 13,9 kgfm de torque a 4.800 rpm, quando abastecido com etanol, e 98 cv e 13 kgfm nos mesmos giros com gasolina no tanque. Segundo a marca, o motor passou por avanços recentemente, com pistões e bielas redesenhados e tipo de óleo lubrificante e módulo eletrônico trocados, além de novo sistema de arrefecimento e de gerenciamento de cargas elétricas. Não mudaram os números de desempenho do modelo, mas deixaram-no mais econômico que antes. (Márcio Maio/AutoPress).

  • Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
    Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
  • Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
    foto-02
  • Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
    foto-03
  • Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
    foto-04
  • Versão do hatch Chevrolet tem visual incrementado e o mesmo motor 1.4 litro. (Foto: Isabel Almeida/ AutoPress)
    foto-05


Ponto a ponto – Chevrolet Onix Activ
Desempenho – Os 106 cv e 13,9 kgfm de torque do motor 1.4 que equipa o Onix Activ empurram o hatch com competência, mas sem grandes surpresas. Em acelerações para ultrapassagens ou retomadas emergenciais, fica clara a baixa litragem do propulsor. O câmbio automático, presente na versão avaliada, até responde bem às solicitações do condutor, mas não faz milagres. Não se trata de um modelo que inspire esportividade na condução. As trocas das seis marchas, no entanto, são suaves. Nota 7

Estabilidade – Mesmo com a altura ligeiramente elevada do Onix Activ – pneus maiores e suspensão recalibrada deixaram o carro 30 mm mais alto -, no asfalto não se notam diferenças nesse quesito. O comportamento do hatch aventureiro é adequado à proposta e curvas são encaradas com eficiência em alta ou baixa velocidade. A direção é um pouco menos suave que a das outras variantes, mas nada tão notório. De qualquer forma, ajuda a manter o carro no caminho desejado. Nota 8

Interatividade – O sistema multimídia MyLink é simples de usar e tem comandos autoexplicativos. A ergonomia é boa e a posição de dirigir é facilmente encontrada e levemente mais alta. Com isso, em relação às demais configurações, o Onix Activ conta com mais 40 mm de campo de visão. Nota 8

Consumo – O InMetro testou o Onix Activ e aferiu médias de 7,7/8,6 km/l na cidade/estrada com etanol e 11,2/12,6 km/l nas mesmas condições, com gasolina no tanque. O resultado foi de 1,85 MJ/km, com nota C na categoria e B no geral. Pouco em comparação a projetos mais recentes. Nota 5



Conforto – O espaço interno é bom em relação a outros compactos. Quatro ocupantes viajam sem problemas e um quinto até é aceitável, desde que em trajetos curtos e com passageiros dispostos a passar por algum aperto no banco traseiro. O isolamento acústico é bom e a suspensão amortece bem as irregularidades do asfalto e em percursos de terra. Nota 8

Tecnologia – O Onix é um carro recente, construído sobre a mesma plataforma dos sedãs Cobalt e Prisma e da minivan Spin. Ela é moderna e prioriza o espaço interno. O modelo teve ainda participação importante na popularização dos sistemas multimídias, a partir da disponibilidade do MyLink mesmo na motorização de entrada, a 1.0 litro. A transmissão é moderna, com seis marchas, mas os motores são antigos. Nota 8

Habitabilidade – Há diversos nichos para guardar os objetos do motorista. As quatro portas têm bons ângulos de abertura e o entre-eixos de 2,53 metros, embora não seja o melhor da categoria, garante bom espaço no habitáculo. O porta-malas, porém, transporta apenas 280 litros. Há opções com mais espaço para bagagens entre os hatches compactos. Nota 7

Acabamento – Os materiais aparentam boa qualidade e a combinação das cores preta e laranja entrega um charme diferenciado à versão nos revestimentos de portas e bancos. Não há rebarbas aparentes e os encaixes passam impressão de solidez. Nota 8

Design – O Onix já recebeu uma reestilização que o deixou com visual mais moderno. A versão Activ dá ao hatch uma estética aventureira que insere um pouco mais de personalidade ao modelo. A nova grade bipartida traz moldura em material preto brilhante, um aplique lateral contorna toda a parte inferior do veículo e diversos elementos alusivos a carros off-road estão presentes, como rack de teto e uma espécie de peito de aço no spoiler frontal. As rodas são exclusivas, com acabamento de superfície usinada, dez raios e 15 polegadas. A combinação é interessante e, principalmente na cor laranja metálica da unidade avaliada, se destaca nas ruas. Nota 8

Custo/benefício – Com câmbio automático, o Onix Activ custa R$ 62.290, mas a cor laranja metálica adiciona R$ 1.550 à conta, totalizando R$ 63.840. Um Renault Sandero Stepway 1.6 automatizado sai por R$ 60.720, enquanto a Toyota pede R$ 63.220 por um Etios Cross automático 1.5. A Hyundai cobra R$ 69.445 pelo HB20X automático equipado à altura, mas seu motor 1.6 rende 128 cv. Já a Volkswagen chega a estrondosos R$ 74.553 por um Crossfox com equipamentos semelhantes aos do Onix. O hatch aventureiro da Chevrolet não chega a ser a melhor opção nesse quesito, mas está entre as mais vantajosas. Nota 7

Total – O Chevrolet Onix Activ automático somou 74 pontos em 100 possíveis.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone