Ônibus da linha 12 teria ficado sem freio, diz jornal

Empresa é contratada desde 2010, para o transporte dos alunos. (Foto: Reprodução/Whatsapp)
Empresa é contratada desde 2010, para o transporte dos alunos. (Foto: Reprodução/Whatsapp)

O fretado 4900, da linha 12, não contou com o sistema de freio no momento do acidente, que resultou na morte de 18 pessoas na quarta-feira (8), segundo informação divulgada pelo telejornal Bom Dia São Paulo, desta quarta-feira (15). Ainda de acordo com o telejornal, o diagnóstico preliminar ocorreu na retirada do equipamentos responsável pela frenagem do veículo, nesta terça-feira (14), para análise. O tacógrafo do ônibus foi encontrado intacto, e os dados de velocidade salvos por ele também integram o processo.

A investigação está centralizada na Delegacia de Bertioga. Por enquanto, a polícia trabalha com três possibilidades para o acidente: falta de freio, perda de direção ou ultrapassagem mal-sucedida. As sobreviventes começaram a ser ouvidos nesta semana.

Em nota, a empresa União do Litoral informou que a Polícia Civil não confirma a informação preliminar, e que a análise do veículo deve sair, provavelmente, em 15 dias. “O ônibus em questão estava com vistoria da ANTT em plena validade, vistorias da EMTU e ARTESP rigorosamente em dia, além de ter passado por manutenção preventiva há 15 dias e, semanalmente, pela manutenção corretiva, estando apto para realizar o transporte, questões já confirmadas pela Polícia e órgãos competentes”, ressaltou a empresa.

As informações sobre o andamento das investigações você confere na edição impressa de O Diário desta quinta-feira (16).

NATAN LIRA