Mogi tenta a reabilitação no NBB9

Time enfrenta o Bauru nesta terça-feira. (Foto: Arquivo/ O Diário)
Time enfrenta o Bauru nesta terça-feira. (Foto: Arquivo/ O Diário)

GERSON LOURENÇO
O Mogi/Helbor tenta a reabilitação na 9ª edição do Novo Basquete Brasil e a chance de voltar ao G-4 – grupo dos quatro melhores times da disputa nacional. E o grupo do técnico Guerrinha faz um confronto direto com o Bauru nesta terça-feira (10), a partir das 19h30, no Ginásio Municipal Hugo Ramos, no Mogilar com transmissão ao vivo do SporTV. Os mogianos sofreram três derrotas nas últimas quatro partidas, sendo que as duas últimas foram seguidas. O duelo de hoje pode marcar o início da recuperação da equipe do Alto Tietê na competição. Serão cinco partidas consecutivas diante dos seus torcedores.

Os resultados negativos diante de Pinheiros e Campo Mourão levaram a equipe do Mogi do terceiro para o oitavo lugar, com 55,6% de aproveitamento (cinco vitórias e nove derrotas) Já o Bauru chega ao Municipal animado com a vitória fora de casa sobre Franca, na última sexta-feira, após duas derrotas seguidas no ginásio Panela de Pressão.

Assim, os times estão colados na tabela de classificação, sendo que o Bauru subiu para o 7º lugar com 58,3% de aproveitamento – resultado de sete vitórias em 12 partidas no NBB9.

O pega de hoje dá sequência a uma dura série de jogos para o Mogi neste mês. Apóso duelo com o Bauru, os mogianos recebem Franca (amanhã); Flamengo (dia 17); Macaé (dia 19); e Vitória (dia 22) – todos no Ginásio Municipal Hugo Ramos. Os mogianos fecham o mês contra Sorocaba (dia 25) e Paulistano (dia 27) fora de casa.

No retrospecto, o Mogi pode tirar a diferença do Bauru que ainda tem boa vantagem após a realização de 33 confrontos – em jogos do Campeonato Paulista, Novo Basquete Brasil (NBB), Liga Sul-Americana e na Liga das Américas (LDA). Das 33 vezes que se enfrentaram, desde o Campeonato Paulista de 2011, o Bauru já venceu 22 vezes. Por outro lado os mogianos venceram as últimas cinco partidas diante do rival.