Maternidade da Santa Casa volta a restringir atendimento a algumas gestantes

 A situação da maternidade foi comunicada aos órgãos competentes, para que providências sejam tomadas. (Foto: Arquivo)
A situação da maternidade foi comunicada aos órgãos competentes, para que providências sejam tomadas. (Foto: Arquivo)

O problema da superlotação na Maternidade da Santa Casa de Mogi das Cruzes voltou a mobilizar a direção do hospital, na madrugada deste sábado (21). Desta vez, quatro recém-nascidos tiveram de ser transferidos para o Hospital Municipal, em Braz Cubas, devido à falta de vagas na UTI Neonatal, que tem capacidade para 25 bebês.

Diante desse quadro, a entidade filantrópica está restringindo o atendimento a gestantes de outros municípios. A situação da maternidade foi comunicada aos órgãos competentes, para que providências sejam tomadas.

A Santa Casa também tenta a transferência para outros serviços de bebês não graves e informa que tomou a decisão após constatar que a UTI Neonatal encontra-se com sua capacidade ocupacional, física e operacional esgotada.