Made in Mogi: A Cidade que exporta e distribui seus produtos - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Made in Mogi: A Cidade que exporta e distribui seus produtos

Cidades, DESTAQUE

A NGK hoje envia parte das sua produção para montadoras de veículos. (Foto:  Divulgação)

A NGK hoje envia parte das sua produção para montadoras de veículos. (Foto: Divulgação)

NATAN LIRA
Muita gente já ouviu falar nos cosméticos produzidos pela Vult, nos pães da marca Nutrella, nos tratores Valtra, nos produtos da Fame, mas nem todos sabem o que eles têm em comum: são produzidos em Mogi das Cruzes e daqui seguem para outros estados e países. Dados da Secretaria Federal de Comércio Exterior mostram que, no primeiro quadrimestre deste ano, 51 empresas do Município exportaram parte de sua produção.

Do total, 39 enviaram até US$ 1 milhão, outras nove, acima desse valor e até US$ 5 milhões, e três empresas exportaram entre US$ 10 milhões e US$ 50 milhões. Segundo a Diretoria Regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, o Alto Tietê ocupa a 20ª posição em ranking da exportação do Estado de São Paulo, que conta com 39 regiões industriais, responsáveis por 26,2% do montante vendido pelo Brasil no mercado global no 1º trimestre de 2017. Das oito cidades da Região, Mogi das Cruzes ocupa o segundo lugar em exportações, sendo responsável por 22,85% de tudo que foi vendido pela indústria do Alto Tietê no mercado externo – o primeiro lugar é de Suzano, com 68% do total.

A remessa de produtos ao exterior dos oito municípios que compõem a Regional do Ciesp no primeiro trimestre de 2017 cresceu 1,8%, em relação ao mesmo período de 2016, passando de US$ 200,7 milhões para US$ 204,3 milhões. O diretor do Ciesp Alto Tietê, José Francisco Caseiro, ressalta que embora as grandes e médias empresas ainda sejam as principais exportadoras, tem aumentado a participação das indústrias de menor porte no mercado global numa estratégia que visa o crescimento dos negócios e, principalmente, a sobrevivência visto as dificuldades do mercado interno.

“Com exportações, as empresas deixam de ser totalmente dependentes do consumo interno, que apesar de uma ligeira reação, permanece desaquecido”, aponta o dirigente. “A participação das empresas nacionais no mercado externo só não é maior por conta da influência das condições internas, como carga tributária e juros altos, que interferem no custo Brasil e reduz a nossa competitividade frente aos outros concorrentes”, avalia Caseiro.

Entre as empresas exportadoras aparecem nomes conhecidos, como a General Motors (GM), as frutas Blue Skies, a Elgin, mas chama a atenção pequenos exportadores com empresas de pequeno porte instaladas na Cidade, que exportam roupas, alimentos e peças industriais. Isso demonstra o potencial de Mogi das Cruzes, que vem desde o século XIX, quando aqui paravam os viajantes que seguiam para o Rio de Janeiro e Minas Gerais, sobretudo pela construção da linha férrea Central do Brasil, e hoje com o acesso às principais rodovias, como a Mogi-Bertioga (SP-098), que dá acesso ao Litoral Norte do Estado (alternativa para o Porto de Santos), a Presidente Dutra, que liga ao Rio de Janeiro e a Ayrton Senna que leva os motoristas até o interior paulista.

Além disso, existe uma tentativa de os empresários do Distrito Industrial do Taboão em construir um acesso à Ayrton Senna, o que pode atrair mais empresas para um dos polos industriais de Mogi das Cruzes.

Algumas das empresas mogianas que enviam parte das suas produções
NGK
Há 60 anos, um grupo japonês fundou em Mogi das Cruzes uma empresa que logo se tornaria uma das maiores potências da Cidade, a Cerâmica e Velas de Ignição NGK do Brasil Ltda. Em menos de um ano, as velas de ignição produzidas aqui passaram a ser vendidas para as montadoras de veículos, enquanto os materiais de cerâmica entraram no mercado pouco depois, em outubro de 1966. A chegada ao mercado sul-americano aconteceu em 1977.

Blue Skies
Quem consome os produtos da linha Blue Skies, do grupo Blue Skies Holdings Limited, pode não saber que é das terras mogianas que surgem as frutas. A empresa se instalou na Cidade em 24 de setembro de 2007, com a filial do grupo no Brasil. A fábrica abriga cerca de 220 funcionários, que trabalham para exportar até três toneladas de frutas por dia, o principal deles é o Fresh Cut Mango, que é vendido para varejistas em todo o continente Europeu, além do Brasil.



Vult
O mundo dos cosméticos se inova a cada dia e assim conquista mais adeptos. Com este crescimento do mercado, a mogiana da Vila Suíssa, Vult Cosmética, dominou grande parte do Brasil e hoje é possível encontrar seus produtos em farmácias e grande redes de perfumaria. Fundada em 2004, a marca conta com mais de 300 opções em cores e tipos de produtos, 13 linhas para os cuidados dos cabelos, cremes corporais e o mais recente lançamento, a linha de esmaltes.

Nutrisafra
Pioneira no desenvolvimento e produção de fertilizantes organominerais do mercado brasileiro, a Nutrisafra tem uma de suas três unidades instalada em Mogi das Cruzes. Aqui são produzidas, nos dois centros de mistura, os fertilizantes minerais, os hidrossolúveis, além do processo de granulação. Fundada em 1994 por profissionais oriundos da Cooperativa Agrícola de Cotia, a maior preocupação da empresa está em garantir a nutrição vegetal sustentável.

Valtra
Outra gigante situada em Mogi é a AGCO. A multinacional produz no Distrito de Braz Cubas os motores AGCO Power e tratores da marca Valtra, como a série T CVT, grande lançamento da empresa, que recentemente ganhou o título de Trator do Ano 2017/2018. São exportados para diferentes destinos, tais como México, África, Ásia e América do Sul. Com destaque para a exportação na América do Sul, países como Chile, Paraguai, Argentina e Peru.

Presépios Regina
De César de Souza para a Europa, sobretudo para Alemanha e Portugal, são enviadas as réplicas de santos e exus, que têm de 10 centímetros a um 1,1 metro, produzidas em um galpão isolado no polo industrial do Distrito. Por mês, em média, são feitas 1,5 mil imagens, desde Nossa Senhora Aparecida até nomes do candomblé. Esta última categoria, no entanto, não segue uma linha de produção. Elas são confeccionadas apenas sob encomenda.

Orquídea
O clima mais seco na Serra do Itapeti e mais arenoso em Biritiba Ussu e Cocuera, e a proximidade da Serra do Mar contribuem para Mogi das Cruzes ser considerada a Capital das Orquídeas. Aqui são produzidas, pelos cerca de 70 floricultores, 10 espécies da planta. Segundo a dona do Orquidário Oriental, Mirene Kazue, a produção chegou a ser exportada na década de 1990, mas a burocracia para este tipo de venda acabou afastando os floricultores da Região.

Nutrella
De uma pequena padaria em Novo Hamburgo (RS), inaugurada em 1950 por imigrantes alemães, para uma rede de indústrias de pães, com uma das unidades em Mogi das Cruzes. Assim é possível traçar uma linha do tempo na história de uma das panificadoras mais famosas do País, administradas pelo grupo Bimbo. Em junho de 2002, uma nova planta fabril foi inaugurada em Mogi das Cruzes. Na Cidade são fabricados os produtos da linha Supreme.

Fame
A história da Fame começa na década de 1940, com o pioneirismo de Álvaro Coelho Silva, em um galpão de apenas 15 m², produzindo inicialmente ferros de soldar; fogõezinhos elétricos de 1 e 2 bocas, e chuveiros elétricos. Em 1990, já exportando parte de sua produção, a Fame monta a unidade III no Distrito de Sabaúna, onde são realizadas a injeção de produtos e peças em termoplástico. Recentemente, o grupo adquiriu também uma área em César de Souza.

RANKING DAS EMPRESAS MOGIANAS QUE EXPORTARAM EM 2017
POSIÇÃO EMPRESA
1 GENERAL MOTORS DO BRASIL LTDA
2 AGCO DO BRASIL MAQUINAS E EQUIPAMENTOS AGRICOLAS LTDA.
3 CERAMICA E VELAS DE IGNICAO NGK DO BRASIL LTDA
4 PETROM PETROQUIMICA MOGI DAS CRUZES S/A
5 REICHHOLD DO BRASIL LTDA
6 BLUE SKIES COMERCIO DE FRUTAS E HORTALICAS LTDA.
7 GERDAU S.A.
8 TROPICAL FRESH ALIMENTOS S/A
9 MN PROPOLIS – INDUSTRIA, COMERCIO E EXPORTACAO LTDA.
10 HOGANAS BRASIL LTDA
11 MELHORAMENTOS CMPC LTDA
12 FABRICA AURICCHIO INDUSTRIA E COMERCIO DE METAIS LTDA
13 ELGIN SA
14 KIMBERLY -CLARK BRASIL INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS
15 AIR PRODUCTS BRASIL LTDA.
16 MULTIVERDE PAPEIS ESPECIAIS LTDA
17 ALBEA DO BRASIL EMBALAGENS LTDA.
18 PLACO DO BRASIL LTDA
19 SERCON INDUSTRIA E COMERCIO DE APARELHOS MEDICOS E HOSP
20 ACROSS THE OCEAN COMERCIO, IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA
21 DIATOM MINERACAO LTDA
22 D.M. TACHIRA – EPP
23 NACHI BRASIL LTDA.
24 CARBINOX INDUSTRIA E COMERCIO LTDA
25 RUD CORRENTES INDUSTRIAIS LTDA
26 RINNAI BRASIL TECNOLOGIA DE AQUECIMENTO LTDA.
27 D. S. TACHIRA – EPP
28 EQUIPAMENTOS PARA PINTURA MAJAM LTDA
29 SMARTRADE COMERCIO IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA – ME
30 TECNOCURVA INDUSTRIA DE PECAS AUTOMOBILISTICAS LTDA
31 PROES COMERCIO E EXPORTACAO LTDA – ME
32 DUPLO A CONFECCOES LTDA – EPP
33 SILVA MATTOS & CIA LTDA
34 NUTRISAFRA FERTILIZANTES LTDA
35 PALLEBRAS INDUSTRIA E COMERCIO DE EMBALAGENS DE MADEIRA
36 MAGNO PECAS INDUSTRIA COMERCIO, IMPORTACAO E EXPORTACAO
37 ROLLOS DO BRASIL SERVICOS DE USINAGEM LTDA.
38 EMPRESA DE MINERACAO HORII LTDA
39 IMERYS DO BRASIL COMERCIO DE EXTRACAO DE MINERIOS LTDA
40 APPLIC – COMERCIO, IMPORTACAO E EXPORTACAO DE MAQUINAS
41 LIBUS DO BRASIL EQUIPAMENTOS LTDA
42 ABRAZIL COMERCIO E EXPORTACAO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS
43 JHM MAQUINAS LTDA – EPP
44 EYN EQUIPAMENTOS E PECAS INDUSTRIAIS LTDA – EPP
45 SAVASA IMPRESSORES LTDA
46 PRIVATE AGENCIAMENTO DE CARGA EIRELI – ME
47 ECUS INJECAO EIRELI
48 PLASOLUTION INDUSTRIA E COMERCIO DE PLASTICOS LTDA
49 MACER BRASIL LTDA
50 TRANZACAO MODAS CENTER LTDA – ME
51 MARCELO DE OLIVEIRA BLACK HOLD ARTEFATOS DE COURO – ME
Fonte: Secretaria Federal de Comércio Exterior  

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone