Justiça condena homem acusado de estrangular mulher a 18 anos e meio de prisão

LAÉRCIO RIBEIRONo julgamento após 10 anos do crime, no Fórum de Bertioga, Carlos Welbert Amarildo Carvalho, de 42 anos, foi condenado, na noite desta segunda-feira, a 18 anos e 6 meses de reclusão por homicídio qualificado. Ele nega, mas os jurados o reconheceram como o autor da morte da esposa dele, Vani da Costa, de 31 anos. Em 23 de novembro de 2007, ela teria sido dominada após sair do serviço, na Indústria NGK e levada à força para o Litoral, onde no dia seguinte foi encontrada estrangulada em uma praia.

A defesa de Carlos Welbert vai recorrer da sentença. O criminalista José Beraldo com apoio dos advogados Célia Menezes de Melo e José Carlos Franco de Faria, atuou como assistente do Ministério Público. Ele reprovou o fato de a Justiça permitir que o réu recorra da pena em liberdade. “A nossa lei é frouxa”, lamenta.