Hyundai ix35 mostra suas virtudes

Com novo visual, o SUV coreano fabricado no Brasil é confortável e, entre os modelos médios, o mais vendido no País

O segmento de utilitários esportivos vive momentos de glória no Brasil. Parece estar em um universo paralelo diante da crise que se abate sobre o setor automotivo. Entre os SUVs compactos houve até um certo “frisson” com a chegada do Honda HR-V e do Jeep Renegade. Já entre os modelos médios, o panorama é positivo, mas não sofreu grandes mudanças esse ano. O Hyundai ix35, coreano montado em Anápolis, Goiás, e com motorização flex, lidera com alguma folga, bem à frente dos principais rivais, que são importados: Volkswagen Tiguan, Chevrolet Captiva, Toyota RAV4 e Honda CR-V. Recentemente, o ix35 passou por uma atualização visual exclusiva para o Brasil que serviu tanto para acompanhar o design da nova geração lá fora quanto para dar um novo ânimo às vendas do modelo.

No visual, o Hyundai ix35 adotou uma grade hexagonal em novo formato cortado por três barras foscas e com moldura prateada. Os faróis ganharam nova distribuição das luzes e contam com uma “fita” de LEDs na parte superior. Os para-choques e luzes de neblina também foram redesenhados. Na lateral, aparecem as rodas de liga leve de 18 polegadas com design novo e as maçanetas cromadas, exclusivas nesta versão. Na traseira, as lanternas ganharam nova ordenação de luzes e o contorno em vermelho e lâmpadas de LED, também somente para a versão Top.

Sob o capô, o SUV é sempre impulsionado pelo motor 2.0 litros de 16V bicombustível, capaz de render 157/167 cv de potência e 19,2/20,6 kgfm com gasolina/etanol. Junto com o propulsor trabalha a caixa de transmissão automática de seis velocidades com opção de trocas sequenciais na alavanca. A força gerada pelo motor é sempre distribuída para as rodas dianteiras.

No interior, o acabamento e o uso de materiais mantiveramse praticamente inalterados. O painel é constituído em sua maioria por plásticos rígidos de cor preta e as saídas de ventilação e os botões ganham contornos prateados. Ao c e n t r o encontra-se a tela multimídia de sete polegadas com funções de áudio, telefonia, Bluetooth, navegador GPS e câmara de ré. Os bancos são revestidos em couro e o do motorista conta com ajustes elétricos. O volante revestido em couro é multifuncional e o quadro de instrumentos se manteve o mesmo, com mostradores analógicos para conta-giros e velocidade. Entre eles encontra- se uma pequena tela com informações do computador de bordo.

Para justificar o valor de R$ 122.900, a Hyundai acrescenta alguns itens como equipamento de série no ix35 Top, como teto solar duplo panorâmico, ar-condicionado de duas zonas com saídas para a fileira de trás, banco do motorista com regulagem elétrica com ajuste lombar, seis airbags – frontais, laterais e de cortina -, controles de estabilidade e tração, partida através de botão e entrada sem uso de chave. (Raffaele Grosso/AutoPress)

EM DIA O SUV da Hyundai ganhou visual atualizado no Brasil, onde é o mais vendido da categoria, ao custo de R$ 123 mil

Desempenho – O propulsor de 2.0 litros flex capaz e render 167/157 cv de potência e 20,6 e 19,2 kgfm de torque com álcool/gasolina impulsiona bem o Hyundai ix35. A transmissão automática de seis velocidades é suave e interpreta rapidamente as pisadas no acelerador. Há também o modo para trocar as marchas de forma manual na alavanca do câmbio, que permite ao condutor obter um desempenho um pouco mais esportivo.Nota 7

Estabilidade– Embora seja alto, o utilitário não demonstra falta de controle nas curvas. A estrutura é bastante rígida e não permite rolagens, seja em curvas, seja em trechos irregulares. Nota 8

Interatividade– O ix35 é bem amigável. As regulagens elétricas do banco do motorista facilitam chegar à melhor posição de dirigir, o volante multifuncional é bem completo e contém a maioria dos comandos e a tela central multimídia é fácil de manusear. A visibilidade traseira é ajudada pelos bons espelhos externos. A direção é leve para realizar manobras em vagas e firme em velocidades mais elevadas.Nota 8

Consumo– De acordo com o programa de etiquetagem veicular do Inmetro, o Hyundai ix35 apresentou médias de 6,1 e 7,3 km/litro em trecho urbano e rodoviário quando abastecido com etanol. Com gasolina no tanque, registrou 8,8 e 10,5 km/l na cidade e estrada, respectivamente. Tais números renderam nota A em sua categoria e C no geral.Nota 8

Tecnologia– Apesar de ter sido substituído lá fora, o ix35 é moderno ainda. A plataforma tem apenas cinco anos de idade e os motores são os mais recentes da marca. O modelo não esbanja recursos tecnológicos, mas tem os equipamentos oferecidos no segmento, como ar digital, teto solar panorâmico, seis airbags, controles dinâmicos, tela sensível ao toque, lanternas em LED e chave presencial. Nota 8

Conforto– Os bancos em couro têm boa densidade e tanto passageiros da frente quanto de trás dispõem de amplo espaço para pernas, joelho e cabeça. Nem mesmo um terceiro passageiro atrás incomoda muito. A suspensão é macia e filtra bem as imperfeições do piso. O isolamento acústico se mostra eficiente e o som do motor só aparece em tocadas mais esportivas. Nota 8

Habitabilidade– As portas são largas e possuem bom ângulo de abertura para entrar e sair do veículo. O número de portatrecos dentro do habitáculo é razoável, com porta-copos, guarda-volumes no apoio de braço do motorista e espaços também para objetos nas laterais das portas. Saídas de ar para os ocupantes traseiros ajudam a democratizar o ar-condicionado e o portamalas comporta ótimos 728 litros.Nota 9

Acabamento– O interior do Hyundai ix35 é simples demais quando se leva em conta o preço do veículo. O painel é constituído por plásticos rígidos em sua maioria. Percebe-se um cuidado com os encaixes e nos detalhes, mas a impressão geral dada pelos revestimentos é de ser um modelo de segmento inferior. Na versão Top, o acabamento em couro minimiza um pouco a má impressão.Nota 6

Design– A atualização visual do SUV rendeu um ar mais moderno e sofisticado. A grade dianteira hexagonal com os faróis novos e fita de LED deixaram o utilitário mais bonito. O porte e os vincos com linhas fluidas e as rodas de liga leve aro 18 também fazem bonito. Na traseira, a novidade fica por conta das lanternas, que passam a contar com luzes de LED e reforçam a sensação de modernidade.Nota 9

Custo/benefício– A Hyundai pede R$ 122.900 pela versão topo de linha do ix35. É um preço atraente diante dos rivais com mesmo nível de equipamento e explica, em parte, o sucesso do modelo. O Honda CR-V só vem com tração integral e custa R$ 136.900. Caro também é o VW Tiguan, de iniciais R$ 132.390 e que chega a R$ 175.800 quando nivelado ao ix35 Top. Em compensação, vem com um motor turbo de 200 cv. O “datado” Chevrolet Captiva sai a R$ 111.390, mas é menos equipado. A Toyota pede R$ 122.100 pelo RAV 4, mas vai a R$ 137.050 com equipamentos similares. Nota 8

Total – O Hyundai ix35 somou 79 pontos em 100 possíveis.

Auto Press

Deixe seu comentário