Histórias da Bola - 14 de julho - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           ESPORTES

Histórias da Bola – 14 de julho

Esportes

ANDRÉ MARTINEZ 
Jorge Guerra, o popular “Guerrinha”, nascido em Franca no dia 21 de junho de 1959, foi um dos maiores jogadores de basquete do Brasil em todos os tempos. Sua técnica, visão de jogo e intensidade, fizeram com que fosse um dos armadores com maior renome e destaque do nosso País. Fez sucesso em grandes clubes do Brasil e também na Seleção Brasileira. Quando criança, o filho de Osvaldo Guerra e Maria Bernadete Guerra, tinha como destino mais provável no esporte o futebol, pois seu pai tinha uma fábrica de chuteiras em Franca. Porém, as coisas mudaram quando o seu pai passou a ser sócio do “Clube dos Bagres”, que ficava próximo de sua casa.

Guerrinha, então com seis anos de idade, começou a frequentar diariamente o clube francano, dando início na prática do basquete. Posteriormente foi estudar no colégio IETC, onde vários “basqueteiros” estavam presentes.

Aos poucos o seu jogo foi se destacando e qualidades foram surgindo, a ponto do atleta ter sido chamado para auxiliar nos treinos da equipe do “Amazonas Franca”.

Com 15 anos de idade, já estava disputando os jogos regionais no time. E com 16 anos já fazia parte da equipe profissional adulta de Franca, tendo como técnico Pedro Murilo Fuentes (treinador pelo qual cede seu nome ao ginásio da equipe de Franca, o “Pedrocão”), que sempre acreditou no potencial técnico de Guerrinha.

Mesmo ainda muito jovem, sem ter passado pela base, Guerrinha já estava no clube atuando ao lado de feras como Fransérgio, Helio Rubens, Fausto e Adilson. Em Franca permaneceu por vinte e dois anos (neste período atuou em apenas uma temporada pelo Monte Líbano em 1992) fazendo história.

Conquistou cinco campeonatos paulistas, cinco campeonatos brasileiros, cinco campeonatos Sul-Americanos e um vice-campeonato mundial. Encerrou a sua carreira de jogador em 1997 defendendo a equipe do Polti Ribeirão Preto

Como técnico, dirigiu Ribeirão Preto, passando ainda por Campos, Rio Claro, Bauru e Mogi das Cruzes. Conquistou três campeonatos paulistas, um título da Liga Nacional, dois títulos Sul-Americanos, um título da Liga das Américas e um vice-campeonato mundial.

Em 1982 foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira por Edvar Simões, onde permaneceu até 1996. Disputou as olimpíadas de Seul em 88, Barcelona em 92 e Atlanta em 96.

Pela Seleção, protagonizou grandes momentos, como nas olimpíadas de Seul, onde na partida contra o Canadá fez uma cesta de seu garrafão, no último segundo da partida, além da épica medalha de ouro no Pan-Americano de 87 contra os Estados Unidos dentro de sua casa.



algmartinez@bol.com.br
www.andremartinez.com.br

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone