Feriado prolongado é marcado por mortes na Mogi-Salesópolis - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Feriado prolongado é marcado por mortes na Mogi-Salesópolis

Cidades, DESTAQUE

Fusca ficou bastante avariado depois de colidir com dois carros. (Foto: Reprodução/ TV Diário)

Fusca ficou bastante avariado depois de colidir com dois carros. (Foto: Reprodução/ TV Diário)

NATAN LIRA
A Polícia Civil abriu inquérito nesta segunda-feira (24) para apurar as causas de dois acidentes que resultaram na morte de duas pessoas, além de cinco feridos, na Rodovia Mogi-Salesópolis (SP-88), durante o feriado de Tiradentes. Já na Mogi-Bertioga (SP-98), o movimento abaixo do esperado refletiu no número de acidentes, que também registrou queda. A Polícia Rodoviária Militar registrou 666 infrações de trânsito nos quatro dias de operação.

Os dois acidentes com vítimas fatais na SP-88 aconteceram na altura de Biritiba Mirim. O primeiro foi o atropelamento do aposentado Benedito Theodoro do Nascimento, de 67 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O segundo caso ocorreu por volta das 19 horas de sábado, na altura do km 71, e envolveu três carros.

Segundo o boletim de ocorrência, Valdemar dos Santos Filho, de 56 anos, dirigia a Eco Sport quando perdeu o controle, entrou na contramão e o bateu no Fusca onde estavam Carlos Eduardo de Souza e Margarida de Jesus, ambos de 52 anos, além de Renata Cunha Mariano, de 21 anos, Lavínia de Souza Mariano, de um ano, e Andrei Moraes de Souza, de 25 anos, que morreu na hora. Após a colisão entre os carros, o Fusca foi lançado e atingiu o Palio dirigido por André de Paula. Renata, Carlos e Margarida, que estavam no veículo, permaneciam ontem internados no Hospital Luzia de Pinho Melo. Valdemar foi levado para a mesma unidade, mas recebeu alta na manhã de ontem. Não há informações sobre os locais onde Lavínia e André foram socorridos.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) esperava que 36 mil veículos descessem pela Serra do Mar entre a quinta-feira e o sábado, mas o número foi 30% menor (25 mil automóveis). Com isso, o motorista não encontrou trânsito intenso durante a viagem ao litoral. Na volta do feriado, anteontem, até as 20 horas, 14 mil motoristas já haviam retornado. As ocorrências de acidente diminuíram de quatro para dois, comparado com o mesmo período do ano passado.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-030), os registros de acidente no feriado de Tiradentes foram maior este ano, comparado a 2016. O número saltou de 23 para 24, entretanto, não houve morte, diferente do ano anterior em que dois óbitos foram registrados.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone