Feijão tem jornada dupla na Argentina

'Feijão batalha para voltar aos grandes torneios do ATP. (Foto: DWG/Divulgação)
‘Feijão batalha para voltar aos grandes torneios do ATP. (Foto: DWG/Divulgação)

GERSON LOURENÇO
Depois de parar nas quartas de final do challenger do Chile, na semana passada, o mogiano João Olavo de Souza, o Feijão, deve estrear nesta quinta-feira (16) no challenger de Bueno Aires, na Argentina. Se as condições climáticas permitirem. Em duelo adiado de ontem, o brasileiro terá pela frente o sueco Christian Lindell, que entrou na disputa após o torneio qualificatório.

Cabeça de chave número 5 da disputa argentina, Feijão também joga hoje, mas na chave de duplas, no último confronto programado pelos organizadores. E curiosamente o seu parceiro é o sueco Lindell.

O dia de ontem foi marcado por um forte volume de chuva na Grande Buenos Aires. O mau tempo levou os organizadores a adiar os jogos da primeira rodada do challenger disputado no piso duro de Tigre. Se o tempo permitir, o pega de Feijão será por volta do meio dia.

A dupla vai encarar os argentinos Maximo Gonzales e Andres Molteni, cabeça de chave número 1 e que foram vice-campeões no challenger do Chile. Na estreia, o brasileiro e o sueco venceram o argentino Juan Paz e o italiano Gianluigi Quinzi, por 2 sets a 1 – parciais de 3/6, 7/6 e 10/5.

A campanha no Chile garantiu 15 pontos ao mogiano no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais. Mas esse resultado só entra na pontuação da próxima segunda-feira, quando o brasileiro terá 18 pontos a descontar.

Assim, é muito importante o mogiano continuar somando pontos em Buenos Aires para melhorar o seu posicionamento no ranking mundial, onde hoje Feijão ocupa a 125ª colocação.

O torneio chileno foi vencido pelo brasileiro Rogério Silva, o Rogerinho, que na decisão venceu o local Nicolas Jarry, por 2 sets a 0 – parciais de 7/5 e 6/3. O rival do paulistano na final foi o algoz de Feijão nas quartas, ao eliminar o mogiano, por 2 sets a 0 – parciais de 7/6 (5) e 7/6 (6).