Estudantes realizam manifestação pelo passe livre em Mogi - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Estudantes realizam manifestação pelo passe livre em Mogi

Cidades, QUADRO DESTAQUE

Cerca de 70 jovens participaram da passeata pelas ruas do Centro. (foto: Edson Martins)

Cerca de 70 jovens participaram da passeata pelas ruas do Centro. (foto: Edson Martins)

NATAN LIRA
Cerca de 70 estudantes de cinco escolas estaduais e de uma universidade de Mogi das Cruzes realizaram manifestação na tarde desta sexta-feira (11) para requerer o passe livre – gratuidade no transporte municipal – à categoria. Eles afirmam que a Administração Municipal está errada em isentar das empresas de transporte o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o biênio 2018-2020, o que deixará de levar aos cofres públicos R$ 7,6 milhões. O benefício é concedido desde 2013 às concessionárias.

Matheus Nunes, de 23 anos, é da União da Juventude e Rebelião (UJR) e explica que o custeio de passagem impossibilita o estudante acessar lazer, esporte e cultura. “Espero que a Prefeitura reveja as suas contas e perceba que investir na educação é muito além da escola, e com isso, se necessário, deixe de isentar as empresas de transporte. O aluno precisa de livros, de peças teatrais, de cultura”, pontua.

Samira Nazário tem 18 anos, estuda Relações Internacionais na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e mora em César de Souza. Além do custeio do curso, ela precisa desembolsar mais de R$ 70,00 por mês com condução. “A gente escuta tanto o político dizer que a sociedade precisa de educação. Mas na hora de ajudar o acesso deles à escola e à universidade, o poder público dificulta”, conta.

Apesar de morar em Biritiba Mirim, o estudante do ensino médio da Escola Técnica Estadual (Etec) Presidente Vargas também participou do ato. “Estou aqui pelos meus amigos que não conseguem ir ao cinema, visitar um museu e até ficam sem comer na hora do intervalo, por falta de dinheiro”, ressaltou.

A manifestação teve início no Largo Carmo. Os estudantes seguiram em passeata até a Rua Doutor Corrêa, depois acessaram a Major Pinheiro Franco, as avenidas Narciso Yague Guimarães, Francisco Rodrigues Filho, Manoel Bezerra de Melo, Álvaro Pavan, Dr. Cândido Xavier de Ameida e Souza e novamente a Narciso Yague. Somente neste ponto a Polícia Militar chegou para o apoio operacional.

Da calçada do Fórum, a advogada Sônia Beraldo apoiou o grupo. “A população está certa em dar um basta nos desmandos do dinheiro público pela Prefeitura e Câmara”, enfatizou.

Em frente ao Legislativo, eles gritavam palavras de ordem, mas nenhum parlamentar saiu para conversar com os estudantes. A professora de Língua Portuguesa, Neli Repullo, contou que o filho, Nathan Repullo, participou do Parlamento Jovem de Mogi e entregou um projeto para o passe livre, mas os vereadores o rejeitaram.

Logo após, eles seguiram para o prédio da Prefeitura. No local, cinco deles foram recebidos pelo secretário municipal de Transportes, Eduardo Rangel. Segundo Matheus Nunes, da UJR, o titular da Pasta ressaltou que atualmente a Prefeitura não investe no transporte municipal e que todos os gastos são pagos pela população. “Eles aceitaram que a gente entregue um projeto de passe livre para eles no dia 25 deste mês”, contou.



A Prefeitura informou que uma comissão de alunos foi recebida pelo secretário municipal de Transportes, Eduardo Rangel. Na reunião ficou decidido que eles apresentarão uma proposta para análise da Prefeitura. “Os estudantes pagam uma tarifa reduzida no sistema municipal de transporte coletivo, com preço inferior, inclusive, ao que determina a legislação. O valor do passe escolar é de R$ 1,70, o que corresponde a 41% da tarifa, que custa R$ 4,10. Como por lei, o desconto deveria ser de 50%”, trouxe a nota enviada a O Diário.

A Secretaria Municipal de Educação informa que transporta 9.418 estudantes de escolas municipais, que moram a mais de 2 quilômetros das unidades de ensino. Para isso, conta com uma frota de 76 veículos, sendo 48 próprios e 28 contratados.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone