Ele passou mal e criou Hospital+ - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CADERNO A

Ele passou mal e criou Hospital+

Caderno A, Circuito

Incentivado pelo pai, Sergio Ribeiro, o mogiano Jônathas Ribeiro começou trabalhar ainda adolescente, aos 15 anos. De início, era responsável pela manutenção de computadores em uma loja em Suzano. Dando continuidade a carreira, chegou a ocupar outros cargos, até conhecer o Sistema de Informações, área que posteriormente escolheu para a graduação e se formou, em 2010, pela Unisuz. Jônathas fez ainda pós-graduação em Desenvolvimento de Aplicações Móveis, pela Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP), finalizada em 2014. Hoje, ele é criador e responsável pelo aplicativo de celular Hospital+.
O pai do mogiano é um dos proprietários da Netwalk Soluções Internet, que tinha uma parceria com outra empresa de Suzano. Foi lá que Jônathas teve seu primeiro emprego. Ficou por quatro meses responsável pela manutenção de micros, até que voltou para Mogi das Cruzes, trabalhar no empreendimento familiar. Por aqui, começou a trabalhar com suporte de clientes de telecomunicação. Um tempo depois viu uma nova oportunidade aparecer já na área de Sistemas.
Na época estava sempre presente quando o irmão mais velho Fernando Ribeiro e o primo Edras Júnior mexiam com programação de computadores e acabou aprendendo um pouco daquilo, só de olhar. Disse na empresa, então, que estava apto para o cargo em Sistema de Informações e, na verdade, viu que sabia muito pouco. Ele começou a estudar sozinho e foi por dois anos autodidata, até que em 2007, quando tinha 17 anos, ingressou na universidade.
Tendo terminado a graduação em 2010, foi em 2014 que se formou na pós-graduação. Por lá estudou bastante sobre a criação de aplicativos e no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) começou a trabalhar ao lado de Bruno Fernandes, que na época era um amigo de sala, e também com a designer Elis Souza, companheira na empresa em que trabalhavam. Juntos, os três começaram a desenvolver aplicativos por hobby.
Após uma viagem para Salvador, na Bahia, na qual Jônathas não passou bem em um dos sete dias em que esteve por lá e também depois de muita pesquisa, a ideia do Hospital+ começou a surgir. Hoje, o aplicativo desenvolvido para Android e IOS já conta com cerca de 22 mil downloads. A ferramenta disponibiliza informações sobre os mais diversos serviços de saúde, como o telefone e endereço de hospitais, clínicas, consultórios e farmácias de todo o País. O usuário pode ainda consultar mais de 5 mil bulas por lá.
Para que a criação do aplicativo fosse possível, surgiu a startup StartiOne, que recebeu investimento inicial de outras duas empresas. Foram seis meses até que o Hospital+ fosse lançado, em abril do ano passado. Agora, os planos são melhorar cada vez mais a ferramenta, com agendamentos de consultas e um chat do aplicativo, por exemplo. Além disso, a intenção é de que o alcance seja cada vez maior e que estejam catalogados outros países também. (Larissa Rodrigues – Especial para O Diário).

  • No dia do casamento, com Aghata Ribeiro;
    af100121 (1)
  • Com a esposa em viagem a Foz do Iguaçu
    af100121 (2)
  • A família reunida em foto para a posteridade
    af100121 (3)

Curto Circuito

Viver em Mogi é…
Muito bom
O melhor da Cidade é…
Diversidade
E o pior?
Trânsito! rs
Sinto saudade da…
Infância
Encontro paz de espírito…
Cantando, rs
Pra ver e ser visto…
Não sei kkk, sou tímido!
Meu prato preferido é…
Um belo churrasco!
Livro de cabeceira…
Bíblia.
Peça campeã de uso do meu guarda-roupa?
Camisetas
O que não tem preço?
Família
Uma boa pedida é…
Uma viagem
É proibido…
Desonestidade
A melhor festa é…
Com a família
Convite irrecusável…
Uma pesca, uma corrida de kart, um churrasco
O que tem 1001 utilidades?
Meu notebook
Meu sonho de consumo é…
Levar minha esposa para a Europa
Qual foi o melhor espetáculo da minha vida?
Rei Leão
Cartão-postal da Cidade…
Pico do Urubu ou a vista da Abecar
O que falta na Cidade?
Facilidade
Qual é a química da vida?
Amor verdadeiro
Deus me livre de…
Pessoas falsas, injustas

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone