Ela planeja carreira acadêmica - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIRCUITO

Ela planeja carreira acadêmica

Circuito

Ela decidiu seguir os passos da mãe e se especializou em ortodontia. Há 3 anos abriu o próprio consultório e hoje atende também em outros endereços da Cidade. Seu plano, num futuro próximo, é fazer mestrado e lecionar, afinal, acredita que os conhecimentos têm de ser compartilhados. (Foto: Eisner Soares)

Ela decidiu seguir os passos da mãe e se especializou em ortodontia. Há 3 anos abriu o próprio consultório e hoje atende também em outros endereços da Cidade. Seu plano, num futuro próximo, é fazer mestrado e lecionar, afinal, acredita que os conhecimentos têm de ser compartilhados. (Foto: Eisner Soares)

Dentista especializada em Ortodontia, há três anos a mogiana Camila Zendron Machado Vesantera, 36, realizou um de seus sonhos: abrir o próprio consultório. Ela seguiu o caminho da família, já que o avô, Jairo Cardoso Zendron era dentista, e a mãe, Eliana Zendron Machado Pinto também é da área.

O interesse pela saúde bucal começou na época de escola, quando no fim do ensino médio passou a ajudar a mãe com as tarefas no consultório. Nessa época, Eliana atendia ao lado de outros profissionais, e Camila ajudava com tarefas simples.

Essa experiência prática fez crescer em Camila o gosto pela área. Ela decidiu se inscrever no vestibular em Odontologia na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde que ingressou no curso já pensava em seguir para a mesma área da mãe, a ortodontia, onde os pacientes com dentes tortos e discrepâncias esqueléticas são tratados com uso de aparelhos bucais.

Após se formar em 2003, Camila passou um ano vivendo no exterior, estudando inglês. Quando voltou, estava mais preparada e amadurecida, e começou a trabalhar, atendendo pela Coife Odonto, uma rede de franquias odontológicas gerenciada por sua mãe. Buscando se especializar, concluiu em 2007 uma pós-graduação de três anos em ortodontia, em Taubaté.

Camila conta que desde que se formou, acompanhou toda a evolução da ortodontia no Brasil. Ela viu tratamentos de ponta chegarem dos Estados Unidos, observou o tempo de tratamento diminuir e os aparelhos ficarem mais confortáveis aos pacientes. Sempre orientada pela mãe, teve boa base científica e nunca parou de estudar. Para conhecer novas formas de tratamento, em 2010 a mogiana concluiu um curso de atualização em Piracicaba, e no ano passado fez outra atualização, em Bauru, no Hospital de Reabilitação de Anomalias Crânio-Faciais (HRAC-USP), que é referência nacional.

Camila costumava atender em consultórios de terceiros, mas sentia vontade de trabalhar no próprio ritmo, para deixar sua identidade nos detalhes. Após muita reflexão, ela decidiu em 2014 que era a hora de montar o próprio espaço, um consultório especializado em ortodontia. Lá ela tem parceria com outros dois profissionais.

Hoje ela se divide entre os atendimentos no próprio consultório, na Coife e em espaços de dentistas parceiros. O método de Camila é baseado no planejamento prévio: antes de iniciar um tratamento ela analisa a documentação do paciente e faz uma programação de todo o atendimento, já estimando o tempo gasto em cada etapa, o que agiliza todo o processo.

A mogiana recentemente passou na primeira fase do processo de diplomação do Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO). Para obter a certificação e fazer parte do grupo de renomados profissionais, é necessário passar por duas etapas, sendo a primeira uma prova escrita que envolve técnicas de diagnóstico e solução, e a segunda a apresentação de diferentes casos tratados por ela. Camila, que agora se prepara para a segunda fase, se sente orgulhosa e diz que é uma honra passar por essa experiência de reconhecimento de suas habilidades.



Realizada profissionalmente, ela não quer parar por aí. Acreditando que o compartilhamento de experiências fortalece o aprendizado, a ortodontista tem vontade de dar aulas. Por isso, no futuro pretende fazer um mestrado e ingressar na área acadêmica. Hoje o tempo livre dela é dedicado ao marido Pertti Vesantera, com quem é casada há 11 anos e ao filho Matias, de 5 anos. (Heitor Herruso – Especial para O Diário)

Curto-Circuito
Viver em Mogi é…
 estar perto das pessoas que amo!

O melhor da Cidade é… a localização, perto da praia e da capital

E o pior? O trânsito

Sinto saudade… do meu sítio em Paraisópolis

Encontro paz de espírito… em casa…

Pra ver e ser visto… as redes sociais

Meu prato preferido é… arroz, feijão, bife e batata frita

Livro de cabeceira… minutos de sabedoria



Peça campeã de uso do meu guarda-roupa? Roupa branca

O que não tem preço? A saúde

Uma boa pedida é… uma viagem

É proibido… parar de estudar

A melhor festa é… entre amigos

Convite irrecusável… uma corrida na praia

O que tem 1001 utilidades? Meu celular

Meu sonho de consumo é… já realizei, ao montar meu consultório

Qual foi o melhor espetáculo da minha vida? O nascimento do meu filho Matias

Cartão-postal da Cidade… Pico do Urubu

O que falta na Cidade? Bons hospitais e boas maternidades

Qual é a química da vida? Amar o que você faz…

Deus me livre de… Mau Humor

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone