Ela decidiu pela carreira literária - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIRCUITO

Ela decidiu pela carreira literária

Circuito

A mogiana Ana Roberta de Oliveira Fernandes, ou Betta Fernandes, como assina suas obras, é formada em Direito, mas revela que seu maior sonho é ver seus escritos em todos dos cantos do planeta, pois planeja continuar escrevendo por muitos e muitos anos / Foto: Eisner Soares

A mogiana Ana Roberta de Oliveira Fernandes, ou Betta Fernandes, como assina suas obras, é formada em Direito, mas revela que seu maior sonho é ver seus escritos em todos dos cantos do planeta, pois planeja continuar escrevendo por muitos e muitos anos / Foto: Eisner Soares

Ana Roberta de Oliveira Fernandes, 41 anos seguiu vários caminhos profissionais. Na adolescência o sonho era ser fisioterapeuta, mas ela acabou se formando  em Direito, área na qual atuou por um tempo. Depois, experimentou a área de planejados até que resolveu se dedicar de vez a uma paixão que sempre cultivou em paralelo, a literatura.

Aos 15 anos, Betta, como ela é conhecida e assina a autoria de suas obras, escrevia poesias. No entanto, naquela época deixava os textos guardados em uma pasta. Hoje a história é outra. A mogiana conta com títulos de diferentes gêneros e não descarta a possibilidade de investir em outras linguagens como roteiros para uma novela, quem sabe!?

Betta tinha 30 anos quando recebeu convite para escrever um conto. “Destino Incerto” era o nome do texto que foi publicado em uma coletânea com outros autores. Nessa época ela também experimentou a produção de um outro título, mas na área do Direito, curso no qual se formou em 2005, na Universidade Braz Cubas.

Na época os professores a incentivaram a transformar o trabalho “Provas ilícitas no processo penal” em livro. Depois destes trabalhos vieram muitos outros, entre eles, “Estrada da Vida”, lançado neste ano. A história deste projeto, porém, é um tanto conturbada.

Betta, percebendo o quanto as pessoas sofrem com ansiedade conversou com uma amiga, a psicóloga Cristiane Magalhães de Freitas, e juntas elas começaram a produzir “Estrada da Vida”. O título feito a partir de vários depoimentos estava quase pronto quando Cristiane sofreu um acidente.

A amiga faleceu no ano passado e com isso Betta resolveu engavetar o livro. No entanto, depois de encontrar com a mãe de Cristiane, ela resolveu levar o projeto adiante. Antes mesmo de terminar essa obra, a mogiana já imaginava escrever outras.

Com a amiga Selma Guedes ela está finalizando “Destinos Cruzados” e “Encontros”. Como elas moram longe uma da outra – Selma é de Trancoso, na Bahia, e Betta hoje mora em Bertioga – se comunicam pelo Facebook. Além destes títulos, no meio tempo, a mogiana também escreveu “A carreira e o mercado de trabalho” que no futuro pode vir a se tornar uma palestras assim como “Estrada da Vida”.

Mesmo com livros em andamento, Betta já pensa em escrever sobre uma ONG que trabalha com moradores de rua e pretende reverter a renda para a instituição. Nos próximos meses ela também projeta lançamentos fora de São Paulo, como Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Hoje já conta até com textos em coletâneas portugusas.



Com muitas ideias na cabeça, Betta quer levar suas obras por todo o Brasil e não pretende se restringir a um ou outro segmento. Além dos livros, ela também alimenta as suas redes sociais, blog e uma página sobre variedades na internet.

Mesmo com tantas atividades – livros, internet, palestras – ela arruma tempo para cuidar da casa, dos filhos Letícia e Leonardo e do marido, Claudio Fernandes. Com eles ela gosta de aproveitar a praia de Jureia, além de mergulhar  e receber amigos e familiares em casa.

Betta também não dispensa uma boa leitura, academia e duas vezes ao mês se encontra com toda a família. Feliz com o rumo que sua vida tem tomado, a escritora quer ver suas obras chegarem a todos os cantos.  (Mariana Nepomuceno) 

CURTO CIRCUITO

Estar em Mogi é…

Encontrar com a família e amigos

O melhor da cidade… 

São as opções de compras e lazer

O pior? 



É o trânsito

Sinto saudade da…

Minha infância

Encontro paz de espírito… 

Na natureza

Pra ver e ser visto….

Os meus escritos

Meu prato preferido é…

Estrogonofe de carne

Livro de cabeceira…

Bíblia

Peça campeã de uso do meu guarda-roupa?

Vestido preto

O que não tem preço?

Ver meus filhos felizes

Uma boa pedida é…

Uma taça de vinho tinto

É proibido…

Ser egoísta

A melhor festa é… 

A celebração da vida todos os dias

Convite irrecusável… 

Festa de casamento

O que tem 1001 utilidades ?

Meu marido

Meu sonho de consumo é… 

Viajar com meus livros pela Europa

Cartão-postal da Cidade…

Mesquita Árabe

O que falta na Cidade: 

A reestruturação do trânsito e reformas urbanas

Qual é a química da vida? 

Fé e coragem

Deus me livre de…

Da inveja e da maldade

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone