Deise se descobriu na yoga - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIRCUITO

Deise se descobriu na yoga

Circuito

Deise Verreschi

Deise Verreschi

Formada em dança, a mogiana Deise Verreschi chegou a fazer parte de uma companhia, além de dar aulas de balé na escola que comandou na Cidade. Foi por meio de uma aluna, Ana Paula de Oliveira, inclusive, que ela conheceu o yoga, em 1999. Desde então, se apaixonou pela prática. Atualmente, Deise é proprietária da Padma Namaste Yoga, onde conta com aproximadamente 60 alunos das mais variadas idades.

Quando a amiga a apresentou o yoga, Deise se viu cada vez mais interessada. Foi em 2002, então, que decidiu que iria para Portugal aprofundar ainda mais seus conhecimentos. Lá, se formou na universidade em Swasthya Yoga. Ao retornar para Mogi das Cruzes, decidiu que abriria sua própria escola. O espaço foi inaugurado há 12 anos e por lá, a instrutora pôde conhecer de perto as mais diversas histórias de seus alunos.

Para Deise, o yoga promoveu uma completa mudança em sua vida – a mogiana sofria com lesões e dores provenientes da dança e, por isso, chegou à conclusão que deveria parar. Ela, entretanto, não se imaginava fazendo outra coisa da vida – hoje, acompanha essas mudanças acontecendo para aqueles que a procuram. Ela afirma que entre os maiores benefícios trazidos pela prática, está a melhoria na qualidade de vida.

Muitos dos alunos procuram o local porque não conseguem dormir, por níveis elevados de estresse ou até mesmo por tomarem uma grande quantidade de remédios e a melhora de cada um, ela garante, é progressiva. Se agora as pessoas buscam o yoga pela filosofia, nem sempre foi assim. Deise conta que após a abertura da escola, a prática estava em “alta”, mas não de uma forma positiva. A grande maioria das pessoas que a procuravam tinha a intenção apenas de emagrecer.

Atualmente, os alunos vão atrás dos reais benefícios do yoga. Deise explica que os praticantes durante as aulas devem trabalhar simultaneamente seu corpo, sua mente e seu espírito, e que, com isso, precisam aceitar um estado de consciência de mudança comportamental, físico, mental e emocional.

Casada há cinco anos com Ronaldo Batalha, Deise também é mãe de Leonardo Verreschi. Ela conta orgulhosa que o garoto, com apenas quatro anos, já mostra interesse pela yoga e faz questão de acompanhar a mãe nas aulas que ela ministra para crianças. Para a mogiana é uma alegria, já que pode aproveitar ainda mais ao lado do filho, assim como gosta de fazer também no tempo livre. Mas nestes espaços vagos da agenda prefere, quando pode, ficar com ele e com o marido na praia, onde gosta de relaxar. (Larissa Rodrigues especial para O Diário)

  • Com o marido Ronaldo e o filho Leonardo no Natal na Costa do Sauípe
    Com o marido Ronaldo e o filho Leonardo no Natal na Costa do Sauípe
  • passeio na Maria Fumaça
    passeio na Maria Fumaça
  • Deise Verreschi
    Deise Verreschi

CURTO CIRCUITO

Viver em Mogi é…



Viver numa cidade grande ainda com características do interior

O melhor da Cidade é…

Estar próximo da praia e de São Paulo

E o pior?

O trânsito mal direcionado

Sinto saudade da…

Liberdade

Encontro paz de espírito…

Em silêncio comigo mesma



Pra ver e ser visto…

Hermógenes, professor e poeta do yoga

Meu prato preferido é…

Risoto

Livro de cabeceira…

No momento “Bhagavad Gita”, de Georg Feuerstein

Peça campeã de uso do meu guarda-roupa?

As que uso para dar aula

O que não tem preço?

A saúde e a paz de espírito

Uma boa pedida é…

Ser feliz

É proibido…

Proibir

A melhor festa é…

Um Satsang

Convite irrecusável…

Um retiro

O que tem 1001 utilidades?

A mente

Meu sonho de consumo é…

Visitar a Índia

Qual foi o melhor espetáculo da minha vida?

O nascimento do meu filho

Cartão-postal da Cidade…

O Pico do Urubu

O que falta na Cidade?

Cultura

Qual é a química da vida?

O amor

Deus me livre de…

“Ser normal”, como diz o poeta

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone