Comissão terá reunião com seccional Batalha para discutir segurança em Mogi - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete

           CIDADES

Comissão terá reunião com seccional Batalha para discutir segurança em Mogi

Cidades, DESTAQUE

Delegado seccional Marcos Batalha. (Rubens Josê Ângelo / Foto: Arquivo

Delegado seccional Marcos Batalha. (Rubens Josê Ângelo / Foto: Arquivo

A Comissão Permanente de Segurança da Câmara Municipal receberá nesta quarta-feira (22) a visita do delegado seccional de Mogi, Marcos Batalha. Essa será a primeira de uma série de reuniões com os agentes públicos responsáveis pela segurança da Cidade. A Comissão, composta pelos vereadores Claudio Miyake (PSDB), Diego Martins (PMDB) e Mauro Margarido (PSDB), pretende levantar dados para, posteriormente, promover um debate público com a presença da população. Todos os vereadores da Casa serão convidados a participar das ações.

A reunião com Batalha ocorrerá na própria Câmara, às 17 horas, logo após a sessão ordinária. A expectativa é de que o delegado seccional apresente um panorama geral sobre as ações da Polícia Civil e aponte as estatísticas mais recentes. “Sabemos que a Delegacia Secional tem realizado ações constantes de combate à criminalidade. Queremos conhecer os detalhes e entender de que forma a Câmara pode contribuir”, destaca Miyake, presidente da Comissão.

Na próxima semana ainda serão realizadas duas reuniões, já agendadas. Na segunda-feira, a Comissão receberá a comandante do CPAM-12, coronel Mônica Puliti Dias Ferreira, e o comandante do 17º Batalhão da PM, o tenente coronel Felício Kamiyama. Além disso, está pré-agendada para o dia 30, uma reunião com o secretário municipal de Segurança, coronel Paulo Roberto Madureira Sales, que deverá detalhar as ações da Guarda Municipal.

Miyake explica que a partir do mês de abril haverá ações para que a Comissão possa ouvir os Consegs e a população. O primeiro passo deverá ser o agendamento de um encontro com os presidentes dos Consegs. Em seguida, acontecerá um debate público reunindo entidades de segurança e abertura de espaço para que os cidadãos mogianos tirem suas dúvidas. “Nossa intenção é promover uma discussão ampla e contínua. Acreditamos que as várias esferas do Poder Público e a população podem juntos encontrar as melhores soluções para uma cidade cada vez mais segura”, pontuou Miyake.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone