Aposentado é solto, após pagar fiança por porte ilegal de armas - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           POLICIA

Aposentado é solto, após pagar fiança por porte ilegal de armas

Policia

A arma estava na residência do aposentado. (Foto: Divulgação)

A arma estava na residência do aposentado. (Foto: Divulgação)

O aposentado Raimundo Fernandes Brasileiro, de 78 anos, somente foi colocado em liberdade, no fim da tarde de deste sábado (2), no 2º Distrito Policial, em Braz Cubas, depois de pagar a fiança no valor de R$ 300,00 arbitrada pelo delegado de plantão José Carlos dos Santos Alvarenga. Às 10h30, ele foi preso por posse ilegal de arma pelo cabo Washington e o soldado S. Silva. A equipe da Polícia Militar Ambiental recebeu denúncia sobre crime ambiental no sítio do acusado, no Distrito de Taiaçupeba, mas nada encontrou, porém durante buscas, os pms acharam uma espingarda carregada com um projétil.

Interrogado, o idoso alegou que “a arma é antiga e a uso para a minha proteção”. Ao vistoriar o local, os policiais encontraram mais 7 projéteis.

Seguindo a legislação penal, o delegado Alvarenga arbitrou a fiança em R$ 300,00. A família de Raimundo efetuou o pagamento e ele foi posto em liberdade. “Desta forma, o aposentado vai responder pelo crime. A arma, no entanto, já está apreendida”, disse o cabo Washington.

Segundo ele relatou aos policiais de plantão, é comum a Ambiental receber denúncias sobre a ação de caçadores de animais e aves, pescadores ou mesmo de predadores da fauna. “Acontece que quando chegamos, não constatamos nenhum crime ambiental, mas apreendemos armas, gaiolas, redes ou outros apetrechos”, concluiu.

Crime
Dupla tentativa de homicídio foi registrada, às 6 horas, de ontem, no Distrito Central, em Mogi, praticada às 22 horas desta sexta-feira, contra a ajudante geral Camila Aparecida de Almeida, de 19 anos, e o seu filho Nelson de Almeida Júnior, de 3 anos, na Avenida Sawaia, 1060, no Bairro do Botujuru.

A testemunha do crime, Irene de Fátima Santos, de 53 anos, contou aos policiais militares que a sua filha Camila estava em casa com o filho quando “do nada” surgiu o ex-marido dela, Eduardo Aparecido de Araújo. Ele estaria bêbado e aparentava ter consumido drogas.

Eduardo insistiu para que Camila reatasse o relacionamento, mas como ela negou acabou sendo agredida a socos e a facadas. Na confusão, a criança saiu ferida. O criminoso fugiu.

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone