Apae de Mogi atenderá crianças de 0 a 3 anos portadoras de síndromes - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Apae de Mogi atenderá crianças de 0 a 3 anos portadoras de síndromes

Cidades, QUADRO DESTAQUE

 O acordo, assinado pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), prevê o repasse de R$ 6,4 mil mensais, para o atendimento de até 20 pacientes. (Foto: Eisner Soares)

O acordo, assinado pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), prevê o repasse de R$ 6,4 mil mensais, para o atendimento de até 20 pacientes. (Foto: Eisner Soares)

A Prefeitura de Mogi das Cruzes formalizou um novo convênio com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) para a disponibilização de um serviço inédito na Região. A entidade passará a oferecer a estimulação precoce e inclusão social de crianças de 0 a 3 anos com deficiências, síndromes genéticas, paralisia cerebral e microcefalia. O acordo, assinado pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), prevê o repasse de R$ 6,4 mil mensais, para o atendimento de até 20 pacientes e 93 atendimentos por mês.

“É um trabalho de fundamental importância para este público porque com 3 anos, quando os pacientes são inseridos na escola especial, estarão com um desenvolvimento muito mais avançado do que aqueles que não passam pelo serviço”, explicou o presidente da Apae de Mogi, João Montes, que esteve na Prefeitura acompanhado de representantes da diretoria da entidade.

O novo serviço compreende atendimento fisioterápico, médico especialista, fonoaudiólogas, psicologia e terapeuta ocupacional. O valor destinado pelo novo convênio será utilizado na contratação de dois médicos que atuação no serviço

“É um apoio que a Prefeitura está oferecendo a um projeto novo que, com certeza, trará muitos benefícios a estes pacientes e à população de Mogi das Cruzes. A Apae é uma entidade que tem o respeito de toda a sociedade pelo trabalho que realiza há 48 anos em nossa cidade”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Marcello Cusatis, destacou a importância de Mogi das Cruzes realizar este trabalho pioneiro na região com núcleos especializados. “É um exemplo de trabalho, que chamará a atenção dos outros municípios. Principalmente nos casos de microcefalia causados por zika vírus, cujas limitações ainda não são totalmente conhecidas”, afirmou.

Apoio
Além do convênio assinado nesta quarta-feira, a Prefeitura de Mogi mantém outros apoios ao funcionamento da Apae na cidade, totalizando R$ 4,4 milhões ao ano em convênios com as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Assistência Social.

Ainda na área da saúde, um convênio garante a realização de investigação auditiva dos projetos “Aconchego”, “Rede Escolar” e “Saúde do Idoso”. O atendimento é realizado com ações específicas, de acordo com a idade do paciente.

Já com relação à educação, é garantido o repasse para atendimento de 480 alunos, como parte da rede de atendimento de educação especial/inclusiva do município. No caso da Secretaria Municipal de Assistência Social, a destinação é feita por meio de convênio estadual para atendimento a pessoas entre 18 e 59 anos.



Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone