Acidentes e vândalos destroem postes e luminárias em Mogi - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIDADES

Acidentes e vândalos destroem postes e luminárias em Mogi

Cidades, QUADRO DESTAQUE

Na Estrada da Volta Fria, um dos postes está prestes a cair, enquanto a estrutura da luminária foi vandalizada. (foto: Edson Martins)

Na Estrada da Volta Fria, um dos postes está prestes a cair, enquanto a estrutura da luminária foi vandalizada. (foto: Edson Martins)

NATAN LIRA
Seguro apenas pelos fios, um poste está prestes a cair na Estrada da Volta Fria. Há menos de um mês, O Diário mostrou problemas do tipo em alguns pontos de Mogi das Cruzes. A reportagem voltou às ruas e deparou-se com novos casos. Os motivos para as avarias são os mais diversos, desde acidentes até atos de vandalismo. Além desses casos, a rede de iluminação pública também tornou-se alvo de criminosos, que furtam os fios e as luminárias.

O caso com maior gravidade, do poste que pode cair, foi flagrado na Estrada da Volta Fria. Ao que tudo indica, parece ter sido alvo de um ato de vandalismo, porque o dano está logo no início da estrutura, o que entortou até a rede elétrica. Como as estruturas são ocas internamente, facilmente vândalos ou o choque de algum veículo danificar a armação.

Segundo a EDP São Paulo, responsável pelos postes, a maior parte da manutenção nas estruturas de concreto é originada de acidentes envolvendo veículos. As ocorrências acontecem geralmente em avenidas com maior fluxo de carros e em bairros industriais com locais de manobra de veículos de grande porte.

Outro problema também parece ser resultado de atos de vandalismo. Os “braços” da iluminação pública estão quebrados e sem os fios e as luzes. Estes casos foram flagrados na Avenida Presidente Altino Arantes e Rua Doutor Francisco Soares Marialva, no distrito de Jundiapeba, e na Estrada da Volta Fria, no bairro de mesmo nome. Sobre a ocorrência, O Diário solicitou à Prefeitura um balanço dos gastos com a manutenção e reposição desses equipamentos. No entanto, a Administração Municipal faz o levantamento e a informação deverá ser divulgada na edição de amanhã.

Já a EDP São Paulo, responsável pelos postes, informou que tem como uma de suas vertentes realizar a manutenção preventiva da rede elétrica. “O tempo médio de reparo e quantidade de clientes afetados com a interrupção do fornecimento de energia varia de acordo com o tipo de equipamento danificado. Em alguns casos, para o trabalho no local, é necessário aguardar os serviços da perícia policial e Corpo de Bombeiros”, informou a empresa.

A EDP ressalta que há casos com a necessidade de desligamento do fornecimento de energia para a substituição do poste, e para realizar o serviço é necessário comunicar os clientes impactados com no mínimo 20 dias de antecedência.

Quando há danos a equipamentos que compõe o sistema da Distribuidora, a Empresa aciona os responsáveis pelo incidente, visando o ressarcimento dos danos causados. É importante frisar que, em caso de ocorrências envolvendo os postes da Concessionária ou falta de energia, é importante o contato imediato pelos canais de atendimento

Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone