A satisfação de realizar sonhos - O Diário - Mogi das Cruzes , Suzano e Região do Alto Tiete
Fechar

           CIRCUITO

A satisfação de realizar sonhos

Circuito

Valéria Bittencourt trabalha desde menina e se descobriu em um segmento que promove a celebração entre as pessoas. Foi a partir da organização de uma festa de aniversário para o marido que tudo começou. Hoje, ela já conta com uma equipe especializada e planeja reduzir o ritmo para se tornar mãe / Foto: Edson Martins

Valéria Bittencourt trabalha desde menina e se descobriu em um segmento que promove a celebração entre as pessoas. Foi a partir da organização de uma festa de aniversário para o marido que tudo começou. Hoje, ela já conta com uma equipe especializada e planeja reduzir o ritmo para se tornar mãe / Foto: Edson Martins

Aos 11 anos de idade Valéria Bittencourt disse ao pai, José Roberto (já falecido), que queria trabalhar. Ele não deu muita atenção ao pedido, mas ainda assim a menina insistiu. Acabou ganhando uma oportunidade em uma loja da cidade de Lorena, onde nasceu e passou grande parte da vida, e logo se tornou uma das melhores vendedoras. Nos finais de ano, enquanto as amigas saíam para se divertir, ela procurava trabalho temporário e assim foi até montar o seu primeiro negócio. Há 13 anos, no entanto, ela tomou um rumo totalmente diferente. Conheceu o marido, Nélio Borges, e veio morar em Mogi. Aqui abriu o Ateliê de Eventos Valéria Bittencourt e desde então tem se tornado uma das profissionais mais requisitadas do mercado.

Contando dessa forma parece que tudo aconteceu muito rápido, mas o caminho foi longo. Ela abriu a primeira empresa aos 18 anos e depois de quatro anos inaugurou uma filial em Guaratingueta. Na sequêcia conheceu Nélio e por coincidência  acabou fechando o negócio. Nesse meio tempo resolveu então cursar design de interiores na Escola Panamericana.

Ela até gostava do curso, mas como é uma pessoa mais imediatista percebeu que trabalhar com projetos a longo prazo não tinha o seu perfil. Nessa época ela ainda morava em Lorena, estudava em São Paulo e vinha de vez em quando para Mogi.

Mas com o fechamento da empresa mantida em Lorena e Guará, acabou vindo de vez para Mogi. Aqui chegou a ter algumas experiências profissionais nas áreas administrativas e de marketing até descobrir o seu talento para a produção de eventos. Muito elogiada após fazer a festa de aniversário do marido, passou a estudar o mercado e resolveu investir.

O começo não foi muito fácil, mas aos poucos Valéria acabou se ambientando e criando uma identidade própria. Perfeccionista ela cuida pessoalmente de cada detalhe antes e em todo o decorrer do evento. É a que chega antes de toda equipe de montagem e só sai depois do último convidado.

Esse cuidado está presente não só na realização da festa em si, mas também na relação com os seus clientes. Sempre que tem abertura para tanto, ela aconselha, acalma, faz o possível para que todos estejam satisfeitos e felizes com o trabalho executado.

Realizar o sonho das pessoas é a maior satisfação de Valéria que garante ter uma sensibilidade aflorada para perceber o que o cliente espera de sua festa, seja uma confraternização para poucas pessoas ou um megaevento.

Para dar conta de tudo, ela possui uma equipe encabeçada por Regiane Makino e Juliana Marcatto. Ainda assim está presente todos os dias no escritório e comparece em todas as festas que organiza. Hoje já começou a dar uma desacelerada, principalmente depois de enfrentar um problema de saúde.



Aos 38 anos ela e o marido cogitam a possibilidade de ter o primeiro filho e por isso Valéria está experimentando ter um pouco mais de tempo – bem pouco é verdade– para a vida pessoal. Aliás, é nestes momentos de folga que ela gosta de “fugir” para a fazenda da família em Piquete, próximo de Lorena. Adora estar perto da mãe Suely e dos irmãos Beto e Lilian com quem tem uma relação muito próxima.

Já aqui em Mogi, gosta de reunir os amigos, escutar música, ler um livro e assistir filmes. Ela chega a ver uns cinco por semana.

Para manter a saúde em dia vai à academia três vezes por semana, pelo menos, e tenta manter sempre o alto astral. Bem humorada, ela acredita que o segredo da satisfação está em transformar o ‘não’ em “sim”. Por isso mesmo para os próximos anos espera prosperar com o Ateliê e já avisa que novos investimentos estão por vir. (Mariana Nepomuceno)

CURTO CIRCUITO
Viver em Mogi é...
Estar perto de São Paulo e do litoral e ter qualidade de vida
O melhor da Cidade…
São as pessoas
E o pior? 
O trânsito
Sinto saudade… 
Do meu pai Jose Roberto
Encontro paz de espírito…
Na fazenda da minha família
Pra ver e ser visto
Nos eventos que produzo
Meu prato preferido é…
Todos feitos pela minha mãe Suely
Livro de cabeceira…
“Cidade do Sol” – Khaled Hosseini
Peça campeã de uso do meu guarda-roupa?
Salto alto
O que não tem preço? 
Trabalhar realizando sonhos
Uma boa pedida é…
Viajar
É proibido…
Parar de sonhar
A melhor festa é… 
Reunir pessoas especiais e celebrar a vida
Convite irrecusável… 
Estar com a família e amigos
O que tem 1001 utilidades?  
Meu marido rsrsrsr
Meu sonho de consumo é… 
Ter mais tempo
Qual foi o melhor espetáculo da minha vida?
Celebrar meu último aniversário com a minha família, amigos de
Lorena e Mogi
Cartão-postal da Cidade…
A serra quando estamos chegando em Mogi
O que falta na Cidade: 
Cinema e restaurantes ao ar livre
Qual é a química da vida? 
Sonhar e realizar
Deus me livre de…
Da falsidade e inveja
Compartilhe nas redes sociais...Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone