A cara do PSDB em 2018

Mais uma aula magna sobre a política brasileira do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, registrado em seu artigo publicado no Estadão deste final de semana. FHC, diz com muita sabedoria, que o povo se cansou do tema das duas denúncias de Rodrigo Janot contra Temer, derrubada na Câmara. E também sobre o clima de descrença e desatino que vivemos apesar de avanços na área econômica. E neste quadro desolador, FHC está preocupado com o futuro, onde as pesquisas de opinião apontam o já condenado ex-presidente Lula, como líder com seus 35%. E, correndo por fora, ente outros, Marina Silva, Ciro Gomes, e o deputado Jair Bolsonaro, tipo linha dura, e uma incógnita quanto ao um projeto para o País, mas, que, está em segundo lugar nas pesquisas com 15% da preferência dos entrevistados. Resta o seu PSDB, hoje desintegrado e sem rumo! Em que FHC questiona seu próprio partido: “Terá cara renovada em 2018?” E emenda um conselho “Os cabelos não precisam ser tingidos, mas a alma deve ser nova, para que a coligação que formar ganhe credibilidade e possa virar a página dos desastres recentes.”

Paulo Panossian
paulopanossian@hotmail.com

Natan Lira

Natan Lira

Deixe seu comentário

Últimas